Atualidade

Para Ana Gomes o partido Chega não deveria ter sido legalizado

- publicidade -

Ana Gomes candidata à Presidência da República defende que o partido Chega não deveria ter sido legalizado, uma vez que acredita ser obrigação do Presidente da República“não normalizar” um partido que “claramente põe em causa a Constituição”.

“Era obrigação do Presidente da República dizer ao Tribunal Constitucional e à Procuradoria-Geral da República que deveriam atuar para não permitir a legalização de uma força que claramente põe em causa a Constituição”, disse Ana Gomes aos jornalistas em Ponta Delgada. orianos da sua candidatura a Belém.

A respeito do executivo sos Açores com apoio parlamentar do Chega, Ana Gomes admite que o que “ preocupa é que essa solução de governo para os Açores venha a ser replicada para a República e normalize uma força política que tem o objetivo de destruir a Constituição”.


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo