Nacional

Pandemia: Adolescentes relatam sentimentos de solidão

- publicidade -

Um estudo que está a decorrer no Hospital D. Estefânia sobre os impactos da pandemia, revela que os adolescentes relatam sentimentos de solidão.

“Num estudo que estamos a fazer, há muitos relatos de sentimentos de solidão. A maioria dos adolescentes, população clínica e não clínica, refere sentimentos de solidão”, diz à Lusa o diretor de pedopsiquiatra do Hospital D. Estefânia e coordenador do CEBC, Pedro Caldeira da Silva. No entanto, “estes sentimentos não são necessariamente maus ou não são equivalentes a uma depressão, não querem dizer doença ou psicopatologia”, até porque “o estar só e ser capaz de estar só faz parte da vida”.

Pedro Caldeira da Silva considera que a solidão pode estar relacionados com o menor contacto e convívio com os amigos. Contudo, o pedopsiquiatra sublinha que “os adolescentes não estão assim tão sós, pois as redes sociais compensam um bocado” o afastamento social que vivem.

“Os ecrãs não substituem completamente a relação individual, compensam de alguma maneira, eu penso que evitam, a patologia de solidão”, referiu.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui