AtualidadecoronavírusPolítica

PAN quer tara sobre máscaras descartáveis para promover recolha

publicidade

O PAN – Pessoas, Animais, Natureza defende a criação de uma tara para as máscaras descartáveis que incentive a sua devolução por parte das pessoas após o uso.

Esta devolução poderá ser feita nas farmácias ou em superfícies comerciais, para que depois possam ser descartadas devidamente.

Para tal, o PAN vai propor, em sede do Orçamento do Estado para 2021, a criação de uma tara aplicada às máscaras descartáveis, medida que tem como objetivo prevenir o que o partido considera ser um “novo flagelo ambiental”.

“Não queremos que a máscara descartável seja o novo flagelo ambiental, mas sim que seja criado um incentivo, através desta tara, e para nós esta é uma medida que apesar do impacto financeiro que tem acaba por ser simbólica, para que as pessoas percebam a importância de não deitarem as máscaras para o chão ou não descartarem indevidamente”, sustentou a líder parlamentar do PAN em declarações à agência Lusa.

Como exemplo, Inês de Sousa Real referiu que poderá estar em causa o pagamento de “mais 10 ou 20 cêntimos” aquando da compra da máscara, valor que seria “devolvido quando adquirissem a próxima” e defendeu também “uma sensibilização social para este problema ambiental e de saúde, ao nível do contágio.

“Não está em causa encarecer a máscara, sendo que os hospitais e centros de saúde ficariam de fora desta medida, uma vez que aí o tratamento deste resíduo já está perfeitamente estabilizado.”

O PAN defende igualmente “um maior recurso às máscaras reutilizáveis” por parte da população em geral.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui