As queixas fizeram-se ouvir esta sexta-feira através de vários utentes que contactaram o Diário do Distrito no sentido de dar ao conhecimento público das condições de funcionamento que atualmente existem nos equipamentos de saúde do concelho.

Os utentes dos centros de saúde espalhados pelo concelho de Palmela dizem estar “fartos” da falta de condições que aqueles equipamentos oferecem à população, esta sexta-feira o Diário do Distrito foi contactado por um desses utentes que nos pediu anonimato devido a possíveis represálias, onde nos adiantou que no centro de saúde de Quinta do Anjo, Palmela, aquele equipamento está sem acesso informático há já vários dias e que segundo um contacto feito no centro de saúde que foi informado de que o mesmo só estará restabelecido para a próxima semana.

O filho desse utente também se sente revoltado, pois adiantou ao nosso jornal de que para um pedido de informação os serviços estão a cobrar taxas moderadoras mesmo sem sistema informático.

O Diário do Distrito contactou a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) que nos confirma o problema de funcionamento no sistema informático, adiantando que “Está em curso um conjunto de tarefas técnicas que permitirão restabelecer, a curto-prazo, o normal funcionamento do sistema”.

Quanto à cobrança de taxas, a ARSLVT explica que “os utentes usufruíram da prestação de cuidados de saúde. Assim sendo, a cobrança de taxas moderadoras corresponde ao cumprimento da lei”, quando ao restabelecimento do sistema informático a ARSLVT espera que o mesmo possa estar a funcionar dentro em breve, não adiantando para já qual o tempo exato para o problema estar solucionado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here