PalmelaSetúbal

Palmela | PS da Assembleia Municipal “condena violência” no caso de Mahsa Amini

Uma moção foi apresentada pelo PS na reunião de Assembleia Municipal de Palmela, que decorreu na noite de 29 de setembro, cujo mote se centra no “respeito pela religião”, mas na “condenação da violência”.

O documento remete para o recente caso de Mahsa Amini – jovem de 22 anos que morreu depois de detida por, alegadamente, não ter usado o véu islâmico hijab, cuja obrigatoriedade de uso vai “de acordo com as leis e cultura islâmica”.

O partido socialista sublinha que o uso do hijab “não surge citado no Alcorão [livro sagrado dos muçulmanos]” e que, por isso, deveria ser “opção particular de cada mulher islâmica”.

Este caso, acusa-se, é o de “mais uma mulher silenciada pela tirania e pela violência, que se esconde atrás da “mão do divino”.

“Respeitar a religião é uma coisa. Usar a religião como desculpa a violência e para o ataque contra seres humanos, retirando-lhes o direito à vida, é outra e deve por isso ser condenado”, reforça a moção.

O PS “condena toda a forma de violência, todos os crimes e atentados contra os diretos das mulheres e homens” que veem os seus diretos retirados e suprimidos.

Os socialistas assumem ainda mostrar “solidariedade para com a jovem Mahsa Amini, e todas as outras jovens, que procuram mostrar ao mundo o que está errado e o que deve ser mudado”.


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *