PalmelaPolíticaReportagem

«Palmela precisa de uma maioria absoluta da CDU»

- publicidade -

A «primeira grande iniciativa e o arranque para a campanha das autárquicas» da CDU em Palmela teve lugar na noite desta quarta-feira, no Cine Teatro S. João, com a apresentação formal dos cabeças de lista Álvaro Amaro e Ana Teresa Vicente, à Câmara Municipal e à Assembleia Municipal.

Com uma sala ‘lotada’ segundo as directrizes da DGS, além dos apoiantes, foram também muitos os autarcas dos concelhos vizinhos que estiveram presentes na iniciativa.

Após um momento musical, Mariana Silva, da Comissão Executiva d’Os Verdes, deixou uma saudação “aos que dão sentido à Coligação Democrática Unitária, e à equipa que dá o rosto ao trabalho da CDU em Palmela”.

Destacando depois “as políticas concretas no concelho” no âmbito ambiental, do bem-estar animal “com o reforço do CROA, políticas de adopção e apoios às associações de defesa de animais, e campo da mobilidade sustentável, e na luta pelo ambiente e contra as mudanças climáticas”.

Ana Teresa Vicente agradeceu “a confiança que os meus camaradas continuam a manter em mim, é uma honra continuar a merecer a vossa confiança”, e recordou que “passaram-se vinte anos desde a minha primeira candidatura a um órgão autárquico, e 28 anos desde o início das minhas funções na Câmara Municipal.

Mas lembro-me bem de todas as sensações, as alegrias e as perdas, e sobretudo porque este tem sido feito com equipas que têm trabalhado em representação de todos os cidadãos.”

A candidata frisou ainda que “a Câmara Municipal continuará a ter muitos desafios no próximo ciclo autárquico”, destacando depois a necessidade “da promoção, à escala metropolitana, na mobilidade transversal entre Palmela e os concelhos vizinhos”, e lamentou ainda que “no Plano de Recuperação e Resiliência tenha sido adjudicada uma verba muito pequena para os transportes”.

Na apresentação da sua recandidatura ao segundo mandato, Álvaro Amaro também agradeceu “as manifestações de apoio e demonstrações de confiança que em mim depositaram para continuar o projecto da CDU em Palmela”, e agradeceu também “aos autarcas do concelho e sobretudo à população”.

O ainda presidente do município destacou e agradeceu também “o trabalho, esforço e resiliência dos trabalhadores da autarquia, que em tempos difíceis como os que vivemos nesta pandemia tudo deram de si, e também os vereadores que me acompanham, que têm realizado um trabalho exemplar, e até por me aturarem as exigências”.

Álvaro Amaro afirmou também que “não sou candidato por vaidade ou para terminar a carreira em cargos políticos. Sou determinado, coerente e leal e estarei onde for preciso a trabalhar para a comunidade e para as suas cinco freguesias, porque temos todos uma dívida para com a nossa terra e as nossas raízes.

O nosso projecto não é preparado para ciclos eleitorais, mas sim a longo prazo, e por isso temos trabalhado a fundo no ordenamento do território para garantir o futuro das próximas gerações.”

Apresentou depois os vários projectos desenvolvidos ao longo deste mandato de quatro anos, “num concelho em rápida transformação, e embora não seja possível condensar quatro anos de trabalho nesta intervenção, posso dizer que das mais de 400 propostas do nosso programa eleitoral, foi quase tudo cumprido, e mais não foi porque tivemos a situação da pandemia”.

Relativamente à eleição, Álvaro Amaro relembrou que “mas ultimas eleições ficámos a poucos votos de eleger mais um vereador, e pensem no que mais poderíamos ter feito com esse eleito. Palmela precisa de uma maioria absoluta da CDU, para conseguirmos fazer ainda mais.”

- publicidade -

Paulo Raimundo, membro do Comité Central do PCP, encerrou a apresentação pública das candidaturas, destacando “os homens e mulheres, com provas dadas, que são o rosto do porjecto e a expressão pública do trabalho realizado pela CDU, e que  tudo têm feito para responder às necessidades das populações”.


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo