DestaqueDistritoDistrito SetúbalJustiçaPalmela

Palmela: Onde pára o policiamento…População rural preocupada

Zonas rurais das freguesias do concelho de Palmela tem sido os locais mais procurados pelos "amigos do alheio" nestes últimos meses. A população está preocupada com a falta de segurança que vive.

publicidade

Nos últimos dias tem sido muitos os alertas deixados nas redes sociais que dão conta de visitas inesperadas por parte de um grupo de homens e mulheres de etnia cigana que rondam as habitações das zonas de Lagoa da Palha, Vale da Vila, Arraiados e muito recentemente em Lagameças.

Os relatos que são deixados nas redes sociais, dão conta de que propriedades isoladas tem sido visitadas durante a “calada” da noite e que tem sido furtado tudo o que lhes aparece pela frente. O Diário do Distrito sabe que na semana passada, alguns moradores dos Aceiros do Anselmo, Miranda e Marcolino como também a Rua Ary dos Santos, na Lagoa da Palha, foram abordados por dois homens que se identificaram como inspetores da Segurança Social.

Nessa mesma semana, também tivemos conhecimento, que uma propriedade localizada em Lagameças foi alvo dos “amigos do alheio”, durante a madrugada visitaram os proprietários e furtaram essencialmente ferro velho. No grupo “Voz das Lagameças” hoje deu o alerta de que na madrugada desta terça-feira, os “amigos do alheio” visitaram uma propriedade na zona do Lau e que furtaram as baterias de uma máquina agrícola, para já não há detidos. A população aponta o dedo às forças de segurança que nada fazem, essas têm poucos meios humanos e logísticos, segundo uma fonte da GNR o efetivo é reduzido e a área de intervenção é muito grande, a exemplo disso o Diário do Distrito sabe que o patrulhamento da GNR do Posto Territorial de Pinhal Novo se estende até ao Campo de Sporting em Alcochete, a mesma fonte adianta que é muito difícil patrulhar com poucos militares e meios uma área tão grande.

Mas não é só o Posto Territorial de Pinhal Novo que terá áreas de patrulhamento muito grandes, já o de Palmela que abrange as freguesias de Palmela e Quinta do Anjo percorrem mais de 500 quilómetros quadrados de área. Os moradores, esses, dizem estar à sorte deles e à mercê de quem os visita com o intuito de assaltar.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui