Parceiros
Palmela

Palmela | DançArte dançou pelos cantos de S. João

A fachada do edifício do Cineteatro S. João estava iluminada na noite de dia 29 de julho, para receber a performance da DançArte, que apresentou a sua estreia, “Passos com História”.

A dança começou na rua – melhor, na varanda, e na parede desta casa da cultura. Os dançarinos apresentaram-se ao público, que assistia curioso. A exibição contou com acrobacias de um dos membros da companhia pelas paredes do edifício, que balançou, andou, correu e dançou, apenas preso por uma corda. Surge um outro dançarino, que com gestos convidativos, indica que é para entrar.


Encaminhados, ao contrário do que é comum, não para a plateia, mas sim para o palco – foi de lá que se assistiu à segunda dança da noite, onde se assistiu aos movimentos que emanavam dos braços e pernas esvoaçantes dos dançarinos, que estavam na plateia.

De entre o público, no palco, aparece o dançarino. Num misto de interação e de performance, convida novamente quem assiste a percorrer vários cantos do Cineteatro, com passagem pelos camarins e pelo gabinete de projeção, onde estavam preservados dois projetores cinematográficos antigos. Os dançarinos continuaram as atuações, nas escadas e corredores. A atuação conduziu, ainda, até ao terraço, de onde se assistiu a uma encenação, misturada sempre com dança, imagem e movimento.

No bar do Cineteatro, decorreu um diálogo entre os dançarinos, que se queixavam, na sua atuação, da crise cultural que se viveu, e ainda vive, onde foram apontados vários problemas, como a falta de apoio e incentivos – mas também, de público.

No culminar da atuação, os artistas, depois de estarem em palco, desceram até à plateia e assistiram de perto, ao lado do público, ao final. Os aplausos, de pé, ecoaram por toda a sala, com orgulho e emoção explícitos na cara de quem os recebeu.

Sofia Belchior, diretora artística, da DançArte, mas também mentora e coreógrafa do espetáculo, falou com o Diário do Distrito e assume que foi uma “concretização e aventura”.

“Houve muita gente a deambular por espaços que não são habituais e acho que as pessoas gostaram e concretizamos a viagem pelo Cineteatro S. João – uma homenagem pelo 70º aniversário”, revela a diretora artística deste espetáculo de “celebração e partilha”.

A Passos e Compassos, DançArte, fez 27 anos, com o programa “Anos de História” a começar dia 17 de julho e a culminar com este espetáculo, num sentimento “de alegria e concretização”.  


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.