Palmela apresenta projectos de obras em Mostra na Biblioteca Municipal

A Câmara Municipal de Palmela inaugurou na noite desta terça-feira a Mostra de Projetos Municipais para a Freguesia, na Biblioteca Municipal de Pinhal Novo, onde vai ficar patente.

0
104
Tempo de Leitura: 2 minutos

A Câmara Municipal de Palmela inaugurou na noite desta terça-feira a Mostra de Projetos Municipais para a Freguesia, na Biblioteca Municipal de Pinhal Novo, onde vai ficar patente.

A Mostra insere-se no ciclo ‘Semanas das Freguesias 2020’, integrado no projeto “Eu Participo” e os projectos incluem pavimentações, obras de saneamento, cultura, intervenções em espaço público e escolar, bem como actividades económicas.

Nesta Mostra o executivo “dá a conhecer à população dezoito projectos que estão a ser desenvolvidos ou vão entrar em obra no Pinhal Novo, alguns deles resultaram da iniciativa ‘Eu Participo’ e algumas estão com atrasos mas isso tem a ver com a complexidade técnica dos projectos”, referiu Álvaro Amaro.

“São projectos com financiamento municipal, já asseguradas no Orçamento ou recorrendo a empréstimos aprovados, porque são obras que não podem ser inteiramente suportadas pelo município. Há certas intervenções que até parecem pouca coisa, que ficam enterradas e que vão servir apenas 70 fogos, como obras de saneamento, mas entendemos que essas pessoas também têm o direito de contarem com estes serviços” referiu Álvaro Amaro.

O edil explicou depois os processos de financiamento “porque não têm existido concursos para certas intervenções, uma vez que as entidades consideram que apenas devem dar apoio aos projectos rentáveis.

E mesmo o concelho de Palmela estando, ao nível das infrasestruturas, acima da média, não conseguimos aceder a linhas de financiamento que são apenas para aglomerados com mais de 50 mil habitantes ou para projectos com três municípios.”

As obras foram sendo apresentadas por vários técnicos da autarquia, entre eles Teresa Palaio, Directora do Departamento de Urbanismo e Infraestruturas, que apresentou o projecto para a Escola Zeca Afonso, “que recebeu obras em 2004, e por isso está a precisar de intervenção mais profunda, ao nível da cozinha, aumentada e com novos equipamentos, e também uma mudança do actual terreno de recreio do pré-escolar, para mais perto das salas e também a introdução de um telheiro, obras suportadas na totalidade pela autarquia”.

Outra obra que tem feito correr alguma tinta e que os pinhalnovenses aguardam com expectativa é a requalificação do Largo José Maria do Santos, cuja 1.ª fase decorre agora.

“Trata-se do coração da Vila, mas esta obra tem criado alguma especulação” lamentou Álvaro Amaro, relembrando que “em 2016 foi apresentado o estudo prévio à comunicação social, e foram depois realizadas duas sessões públicas na Junta de Freguesia do Pinhal Novo para explicar o projecto”.

Este tem por objectivo “devolver o conceito de ‘largo’ e dar mais visibilidade aos elementos como o coreto, a igreja e a estátua; tornar o pavimento mais acessível; aumentar a iluminação e as infraestruturas e ainda terminar com algo que, embora tenha tido o seu tempo e esteja na nossa memória, neste momento apenas servia para um gasto de cerca de 3.000 m3 de água por ano”.

O projecto inclui ainda um espaço para dois autocarros “na lógica de criação de uma intermodalidade com a estação ferroviária. Fizemos todas as medições e cabem neste local esses dois veículos, obedecendo também às regras da Estradas de Portugal, que ainda tem jurisdição sobre esta via.”

As obras apresentadas na Mostra são as seguintes: Pavimentações: Aceiro Fonte da Prata, Rua do Montinhoso, Rua dos Vinhedos, Rua dos Ferroviários, Aceiro do Mirada, Rua João de Deus e Rua 1.º de Maio – Quinta do Sobral; no Saneamento: Lagoa da Palha, Olhos de Água e Carregueira; Cultura: Memorial Arco da Ponte, «A Estação» – Museu do Ferroviário e o Monte do Francisquinho; Espaço Público: Largo José Maria dos Santos – 1.ª Fase e Largo da Mitra; e na Educação: Escola José Afonso.

A semana conta também com os habituais momentos abertos à participação do público em geral: a reunião pública descentralizada, no dia 19, às 21h00, na sede do Rancho Folclórico “Os Rurais” da Lagoa da Palha e Arredores, com o período destinado à intervenção das/os munícipes logo no início da sessão, e o atendimento descentralizado pelo Executivo Municipal com pelouros atribuídos, dia 21, a partir das 10h00, na Junta de Freguesia de Pinhal Novo (marcação prévia até às 10h00 de dia 20, pelo 212 336 650).

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira o seu comentário
Nome