Internacional

Palestra da Universidade de Massachusetts diz que “Os Mais” contêm linguagem racista

- publicidade -

Vanusa Vera-Cruz Lima, oradora numa palestra online a partir da Universidade de Massachusetts, nos EUA, disse que “Os Mais” contêm linguagem racista.

“A perceção e a representação de pessoas negras n’Os Maias’ dependem de agressão, desumanização e degradação. O meu objetivo é analisar a linguagem usada por Eça de Queirós para se referir às pessoas negras, através das personagens, narração, discurso e escolha de palavras, entre outras abordagens estilísticas (…) O objetivo é trazer atenção e perceber o papel que a raça tem no trabalho de Eça ao analisar não só a linguagem racista prejudicial usada neste clássico”. Disse, citada pela RFM, admitindo que “existe uma descomunal admiração pela brancura detetada na narrativa”.

A oradora diz que o autor associa a brancura à beleza feminina e dá como exemplos as “crises de melancolia negra” de Pedro da Maia, os olhos de Maria Monforte parecem “negros de cólera”, “escada escura e feia”, “quartos alegres, forrados de papéis claros”.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui