Atualidade

Pai de Rosa Grilo constituído arguido por simulação de crime

publicidade

O pai de Rosa Grilo foi ontem constituído arguido dos crimes de simulação de crime, favorecimento pessoal e posse de arma proibida, relativamente a uma alegada encenação de provas no caso do homicídio de triatleta, Luís Grilo.

Américo Pina, o pai de Rosa Grilo, advogada, o consultor forense João de Sousa são arguidos na sequência dos vestígios de disparos que foram encontrado, no final do julgamento, numa banheira na casa do casal a casa de Vila Franca de Xira.

A TVI avança que as autoridades acusam os arguidos de plantarem provas no local, no caso do pai de Rosa Grilo é acusado de ter permitido o acesso à casa onde tudo foi encenados.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui