coronavírus

Padre e familiares de enfermeiros vacinados em Águeda. Ordem dos Enfermeiros denuncia

- publicidade -

A secção regional do Centro da Ordem dos Enfermeiros denunciou a vacinação contra a covid-19 de várias pessoas numa instituição de Valongo do Vouga, Águeda, distrito de Aveiro.

A lista inclui o padre João Paulo Sarabando Marques que confirma ter sido vacinado por indicação da Fundação da Nossa Senhora da Conceição que tem a gestão de dois lares e onde presta assistência religiosa.

tarot terapêutico

“Disseram-me que eu, para continuar a lá ir, tinha de ser vacinado para que não houvesse o risco de eu trazer o vírus de fora”, explicou à Lusa, alertando que os lares em Valongo do Vouga e Macinhata do Vouga “nem sequer são da paróquia”

O padre admite:”Fui vacinado, mas penso que tudo foi legal e não fui vacinado pela porta do cavalo. Vieram-me trazer o papel para preencher a casa e foi o que fiz, pelo que não vejo nada de errado nisto”.

Em comunicado da Ordem dos Enfermeiros cita “uma mensagem, partilhada através das redes sociais da secção regional do Centro, que relata que o padre da freguesia, familiares das enfermeiras que administraram a vacina e outros funcionários da instituição (que não lidam diretamente com utentes ou infetados com Covid-19) terão recebido doses da vacina contra a covid-19”. Reforçando que “os próprios bombeiros de Águeda, e enfermeiros do Hospital do Baixo Vouga e auxiliares ainda não foram imunizados”.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui