Viana do Castelo

Padre condenado por acusar Junta de Freguesia de desviar dinheiro da caixa de esmolas da igreja

- publicidade -

O Tribunal de Monção condenou o padre Américo Alves, de Merufe, concelho de Monção, distrito de Viana do Castelo, pelos crimes de difamação agravada, com publicidade e calúnia, avança esta sexta-feira o Jornal de Notícias.

Na origem, conta aquele jornal, está uma publicação do sacerdote no Facebook em Outubro de 2020, onde este acusava o anterior executivo da Junta de Freguesia, na altura presidida por Márcio Alves, de apropriação do dinheiro da caixa de esmolas da igreja.

Américo Alves foi agora condenado a uma multa de 1600 euros e ainda ao pagamento de uma indemnização de 950 euros a cada um dos três visados na publicação – o presidente, o secretário e o tesoureiro da junta.

Na reacção à condenação, o padre Américo Alves, citado pelo jornal O Minho, já garantiu que vai recorrer, defendendo que a acusação do desvio de esmolas “era uma brincadeira”.

Já o o ex-presidente da junta Márcio Alves considera que “foi feita justiça”, acrescentando que “nas redes sociais não se pode dizer tudo aquilo que queremos”.


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *