Política

Os liberais em festa com Bruno Coimbra e Diogo Prates por Almada

Os candidatos à Câmara e Assembleia Municipal de Almada pela Iniciativa Liberal foram apresentados no dia 22 de maio, sábado, pelas 11h30 no Monte da Caparica. Bruno Coimbra e Diogo Prates encabeçam a lista deste ano por um partido que procura ganhar a confiança dos almadenses.

- publicidade -

“A Iniciativa Liberal em Almada vai a todas as juntas de freguesia que nós temos. (…) Isto é um grupo muito especial, pela primeira vez, a Iniciativa Liberal apresenta candidatos ao poder local”. É assim que Diogo Prates, médico de profissão e coordenador do núcleo almadense do partido, inaugurou a sessão de apresentação dos candidatos.

Em meios de comparação, mencionou um artigo lançado pelo Observador que dava a conhecer a Iniciativa Liberal como um “start-up de política”, destacando o cuidado do partido em procurar o melhor candidato que representasse o município e a sua população, incumbindo esse cargo a Bruno Coimbra.

Deixou ainda um apreço a todos os candidatos do partido aos outros municípios reforçando o longo percurso trilhado desde 2019. A urgência da missão dos liberais é resultado de um país cada vez mais “pobre e dividido”, conforme reforça o candidato.

“Aquilo que queremos para Almada não deve ser uma fatalidade, mas deve ser uma oportunidade. Não deve ser uma oportunidade só para aqueles que cá nasceram e cresceram, mas deve ser uma oportunidade para todos”, destaca.

“Mais liberdade” é o mote que pretendem transmitir para os almadenses. Mais liberdade política, económica e social. As suas linhas eleitorais refletem o desejo de segurança, liberdade económica e incentivo à iniciativa privada com vista a gerar “riqueza e postos de trabalho”.

Uma relação mais transparente entre o munícipe e o município são as promessas que Diogo Prates, em conjunto com Bruno Coimbra e os restantes candidatos da Iniciativa Liberal, procura trazer para a Almada. É reforço deste compromisso, a escolha de um candidato “almadense de alma e coração e que conhece bem estas gentes” para assumir esta função.

A Iniciativa Liberal como um partido “sem vícios”

Bruno Coimbra, professor de vocação, defende que o seu papel enquanto cidadão de Almada é contribuir para um município melhor e “para a qualidade e bem-estar de todos que a escolheram para morar, trabalhar, criar os seus filhos e netos.” O seu desejo de ingressar na política pelo município reflete também na importância em marcar a diferença onde se encontra.

“Posso e também devo participar ativamente nas escolhas que os órgãos autárquicos fazem e também podem condicionar a minha vida, a tua vida, a vida das nossas famílias”, destaca.

As suas crenças são de que o partido que representa e encabeça é “a solução para as verdadeiras políticas de proximidade com e para os almadenses”. Ambição e desejo de se constituir um corpo político enraizado em honestidade e proximidade com “os que neles voltaram” são as características defendidas pelo candidato para a representação do partido. 

“O ciclo eleitoral que se aproxima é crucial para o futuro de Portugal e dos portugueses. Precisamos de ambição, de políticos competentes, honestos e que não se esqueçam dos que neles votaram”, afirma.

Não faltaram críticas à forma como os políticos atuam e governam o município e apelos à restituição da confiança dos cidadãos nos políticos.

Quanto ao pouco tempo de existência e de experiência política, o candidato procurou deixar claro que não era sinal de “incapacidade”, mas pelo contrário, salienta que a “pouca e parca experiência política vai fazer toda a diferença na abordagem aos problemas das populações”, por se apresentarem em representação do povo.

- publicidade -

Um partido “sem vícios” e apoiado no desejo de fazer diferente e melhor é a forma como Bruno Coimbra define a Iniciativa Liberal, destacando a sua vontade de ver “o azul liberal por todas as autarquias do país”.

As linhas políticas do seu programa eleitoral aliam-se às premissas apresentadas pela Iniciativa liberal: “pessoas livres, mercados livres, sociedades livres e cidadãos livres”. Apresentam um programa que assenta em três eixos principais: igualdade para todos, desenvolvimento sustentável e governação eficiente.

“Uma promessa tem que ser feita aqui também que é a redução do IMI para a taxa de 0.30 que é o mínimo. Nós prometemos que vamos fazer de tudo para baixar os impostos aos cidadãos”, reforçou Bruno Coimbra.

Também o presidente do partido, João Cotrim de Figueiredo, fez questão de estar presente para apoiar e reforçar o papel dos candidatos por Almada. Defende, orgulhosamente, o percurso traçado nos últimos três anos do partido.

Quanto ao candidato por Almada, reforça que Bruno Coimbra “representa tudo o que está certo” no partido. A sua vontade de “aparecer e dar a cara”, “dar o melhor de si e do seu tempo” são as características que destaca sobre o mesmo.

“O grande ex-libris de Almada, que é o Cristo-Rei, está de braços abertos, a Iniciativa Liberal também está de braços abertos, mas o Cristo-Rei está de braços abertos para Lisboa e Almada tem de estar de braços abertos virados para os seus próprios cidadãos”, destaca.

Num comentário final de apreço e reconhecimento dos candidatos, defende que o partido é a melhor aposta para levar esta missão a sério, sendo que “a única alternativa real para mudar Almada é a Iniciativa Liberal”. Quanto às autárquicas que se avizinham, conclui com a certeza de que “não há voto útil e se há voto útil, esse é na Iniciativa Liberal e em Bruno Coimbra.”


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui