Os controleiros e a liberdade

Esta semana um artigo de opinião da presidente da Comissão Política Concelhia do CDS-PP Seixal, Marlene Pires Abrantes

0
229

Esta semana, um artigo de opinião de Marlene Pires Abrantes, presidente da Comissão Concelhia do CDS-PP Seixal.

Atualmente existe uma nova forma de PIDE, os controleiros de Facebook que vêm onde coloca o like, o tipo de like e se fez algum comentário e já agora posts inconvenientes para alguns.

E ainda há quem, querendo arranjar bodes expiatórios, pega em likes e afins para fazer uma colagem a declarações das mais variadas matérias, sejam injúrias ou não, calúnias ou não, atentem ao bom nome ou não! E ultimamente tem sido muito recorrente pessoas que expressam as suas opiniões livremente, ou supostamente livremente.

Para além disto, existem controleiros de serviço que parece que também fazem arquivos de fotografias e afins.

Esse tipo ações são reprováveis e o CDS-PP não se revê nelas. Também não nos revemos em atos de vandalismo contra partidos políticos, que dá um ar de censura.

Como o caro leitor sabe recentemente um outdoor do CDS-PP no Seixal, onde aparece o rosto do candidato do CDS-PP às eleições europeias, Nuno Melo, sofreu de ato de vandalismo, ação que já condenámos. Já não é a primeira vez que acontecem este tipo de atos, lembremos que há cerca de 7 anos a fachada da nossa sede sofreu ações deste tipo e há 2 anos, durante a campanha para as autárquicas desapareceram 2 estruturas de muppies e outras foram danificadas.

É lamentável que em pleno século XXI ainda se pratiquem estas condutas autoritárias, consideramos que esta é uma tentativa clara de sabotar a campanha do CDS-PP no concelho do Seixal. Acreditamos que o trabalho que a concelhia do CDS-PP tem feito no concelho em conjunto com o eleito João Rebelo na Assembleia Municipal do Seixal incomoda muita gente, contudo este tipo de postura só nos dará mais força para continuarmos.

Devo sublinhas que somos apologistas da liberdade de expressão, não no modo estalinista. E a liberdade de expressão implica também que a oposição tenha um espaço no Boletim Municipal, pago com dinheiros públicos, conforme a oposição defende.

Neste campo é necessário lembrar que em 2011 a Entidade Reguladora para a Comunicação Social deliberou “instar a câmara a criar uma maior abertura às diferentes forças políticas que intervêm na vida pública da autarquia, promovendo o pluralismo através da participação [da oposição] nos meios de comunicação autárquicos, designadamente no Boletim Municipal”. Passados 8 anos continua tudo na mesma.

Continuamos a ter o boletim municipal ao gosto do regime comunista, privilegiando os eleitos da CDU em todas as frentes. A certa altura, afirmou o Presidente da Câmara do Seixal: “utilizem meios próprios.”

Que descaramento, se tivermos em conta o referido órgão de comunicação da autarquia é politicamente tendencioso. E eis que o Seixal é o concelho de Abril, mas só no que interessa!

Não admira por isso, que o PCP, faça a apologia do regime de Nicolás Maduro, ainda que haja atropelos dos direitos humanos, que a população passe fome, que não tenha acesso a medicamentos, onde a taxa de mortalidade infantil aumentou.

Para o PCP, Guaidó é apoiado pelos imperialistas, e todas as notícias desfavoráveis ao Regime na Venezuela são fabricadas pelos imperialistas.

No Seixal o PCP deve achar que a oposição são os imperialistas e nem pensar dar a abertura! Este ano comemoramos 45 anos do 25 de Abril e 44 anos do 25 de Novembro, e parece que aqueles que se dizem os donos do 25 de Abril aprenderam e assimilaram todos os tiques do anterior regime, que podemos constatar pelo impedimento de dar voz à oposição no Boletim Municipal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira o seu comentário
Nome