Organização Sindical dos Polícias aconselha ‘cautela’ face às ameaças

Em comunicado, a Organização Sindical dos Polícias - OSP/PSP aconselha atenção redobrada aos agentes face às ameaças que têm surgido e apela ao Governo para que «tome atenção».

0
210
Tempo de Leitura: < 1 minuto

A Organização Sindical dos Polícias – OSP/PSP emitiu hoje um comunicado no qual aconselha os agentes da autoridade a «redobrar a atenção na vida civil» e a «não intervirem isolados», perante as ameaças que têm vindo a público após o incidente com uma passageira da Vimeca.

O comunicado refere «as inúmeras ameaças que têm vindo a público dirigidas aos elementos das forças de segurança, seus familiares e bens».

Segundo a OSP «é de repugnar este tipo de postura por parte de meliantes que recusam viver respeitando a autoridade democrática de Portugal, representando na nossa sociedade apenas um pequeno grupo de marginais que esperam algo para poder semear revolta e instigar à violência contra as forças de segurança que de algum modo perturbam o seu modo de viver com o seu trabalho de segurança pública».

A OSP solicita também à Direção Nacional «que proceda judicialmente fazendo a respectiva constituição de assistente ao processo, sempre que tenha conhecimento de delitos contra os seus profissionais de Polícia, porque somos «peça» humana da instituição, à imagem das viaturas e instalações serem peças materiais da instituição» e ao Governo «apenas pedimos atenção, que governem, legislem e pensem que futuro ambicionam para Portugal».

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira o seu comentário
Nome