Parceiros
Opinião

OPINIÃO – O muro de Santa Engrácia do Seixal

Esta semana, um artigo de opinião de Marlene Pires Abrantes, presidente da Comissão Concelhia do CDS-PP Seixal.

A referência a uma obra como sendo “obra de Santa Engrácia” significa que nunca estará concluída ou demorará muito a estar concluída e tem a sua origem na construção da Igreja de Santa Engrácia, vulgo, Panteão Nacional, que demorou mais de 350 anos a ser construído.

Bom, estamos a falar de uma obra grandiosa iniciada no século XII em estilo barroco. Viajando do século XII para o século XXI e de Lisboa para o Seixal, junto à baía, temos um simples muro sem estilo: quer barroco, quer manuelino, quer romântico.

É uma construção simplificada, mas que está a dar muitas dores de cabeça, não só para quem tem de se deslocar para o Seixal, que terá de fazer desvios, mas também à Câmara Municipal do Seixal que ainda deve estar a decidir se o muro deve ser 1 mm acima ou baixo do que estava lá anteriormente ou se deve ser pintado de vermelho claro ou vermelho escuro.

Passados vários meses do início da sua reconstrução, com um custo exagerado de 2500€ para o projeto e 5000€ para a sua construção, esta dor de cabeça parece não ter fim à vista.

Só não houve atrasos para as obras no espaço que a Câmara Municipal do Seixal deu de mão beijada à CGTP na Mundet.

Este concelho vai de mal a pior, sem tirar nem pôr. Quando o executivo se gaba de fazer descer a dívida da câmara, a mesma que os mais de 40 anos de executivo comunista acumularam todos estes anos, esbarramos nesta lentidão, neste marasmo, neste muro!



Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.