OPINIÃO – Bem-vindos à luta, Camaradas!

0
508
Tempo de Leitura: 2 minutos

Esta semana um artigo de opinião de André Nunes, deputado municipal do PAN Seixal

 

Teve na quinta-feira lugar a primeira sessão da Assembleia Municipal do ano de 2019, marcada para discutir e votar a transferência de competências da Administração Central para a Administração Local.

Da sessão, porém, resultou aquele que foi para mim o facto político da noite: o desabrochar da CDU na luta contra o muito provável atentado ambiental e à saúde pública cometido em Paio Pires por uma empresa privada.

É caso para dizer: “Bem-vindos à luta, Camaradas!”

Através de uma moção “Pela qualidade do ambiente em Paio Pires”, a CDU exige ao Governo (como não podia deixar de ser) a instalação de novas Estações de Medição da Qualidade do Ar, que desencadeie diligências tendo em vista a análise das partículas que se depositam nos edifícios e viaturas, identificando as fontes de poluição e que reforce a monitorização da qualidade do ar e do ruído. Tudo muito bem e muito certo não fosse este discurso estar em directa contradição com aquele que foi assumido, nos dias 31/10/2018 na APA – onde aquela força política, através do Sr. Presidente de Junta da União de Freguesias insistiu que era importante apostar na comunicação para as pessoas não viverem alarmadas – e 8/11/2018 na visita da Comissão da Assembleia Municipal às instalações da SN Seixal – e onde o Sr. Presidente de Câmara, representante máximo da mesma CDU disse à Administração da SN Seixal, e cito, “tem havido alguma dramatização do problema” e “as reclamações são residuais”.

A ver pela moção apresentada, só podemos mesmo ficar satisfeitos – munícipes do Seixal – por, finalmente, ir acabar o discurso híbrido de conveniência de quem está, nos termos da Lei, vinculado à defesa das populações e do ambiente. Se a preocupação for genuína, por certo que a Câmara Municipal – a mesma que esbanjou quase meio milhão de euros a requalificar uma praça de touros – não terá problemas em se substituir ao Governo da República na contratação de estações de medição de qualidade do ar.

Em suma, o PAN, pese embora denuncie a hipocrisia latente, votou favoravelmente a referida moção. Estamos na luta pelo que ela implica e não pelos dividendos que dela podemos tirar.

Uma nota final para dar conta de mais um exemplo de desrespeito e desconsideração pelo trabalho da Assembleia por parte do Sr. Presidente de Câmara, que não aceitou responder ao pedido de esclarecimentos (pode ser consultado na página de facebook do PAN Seixal) que o Grupo Municipal do PAN lhe dirigiu.

Manteve, portanto, o registo habitual de arrogância e prepotência. Estranho para quem pede consensos mas se recusa a procurá-los. Nem de propósito, uma das perguntas efectuadas ao Sr. Presidente era a respeito da SN Seixal e visava saber, entre licenças, consumo de água e impostos, quanto é que a empresa deixa no município.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira o seu comentário
Nome