Seixal

Operação Iceberg da PJ incluiu buscas em Fernão Ferro  

publicidade

A Polícia Judiciária, através da Unidade Nacional de Combate à Corrupção e no contexto da realização da Operação «Iceberg», procedeu à detenção de cinco suspeitos, todos inspectores da ASAE, fortemente indiciados pela prática de crimes cometidos no exercício de funções públicas, de corrupção passiva para ato ilícito, no âmbito de dois inquéritos dirigidos pelo DIAP Regional de Lisboa – 1.ª Secção.

Em comunicado, a Polícia Judiciária indica que «esta operação, levada a cabo durante o dia de hoje, visou ainda a execução de sete mandados de busca domiciliária (6) e não domiciliária (1), e permitiu a recolha de vastos elementos probatórios relacionados com a prática criminosa sob investigação.»

Em causa está a suspeita de transmissão de informações privilegiadas a proprietários e trabalhadores de estabelecimentos comerciais, designadamente de restauração, recebendo contrapartidas monetárias e outros tipos de gratificações.

A ação desenvolveu-se em Lisboa, Vila Franca de Xira, Amadora, Cacém e Fernão Ferro, contando com a participação de cerca de 40 inspetores e peritos da Polícia Judiciária.

Os cinco detidos serão, amanhã, presentes à autoridade judiciária titular do inquérito, no DIAP Regional de Lisboa – 1.ª Secção, visando a promoção de realização de primeiro interrogatório judicial de arguidos detidos.

A investigação prossegue agora no sentido de apurar a dimensão cabal das situações de benefício ilícito e das respetivas contrapartidas desta prática criminosa e, bem assim, da existência de outros comparticipantes.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui