Rubrica

Ode à Mulher (Im)perfeita

- publicidade -

A mulher (im)perfeita escolhe-se,

sabe colocar limites e dizer que não.

Não adia a sua liberdade e é fiel somente a si mesma.

A mulher (im)perfeita chora e ri,

Assume a sua unicidade e sensualidade,

Ora é brisa, ora é vendaval, inatingível.

A mulher (im)perfeita tem a profissão que escolheu,

é do mundo, ama e vive onde ela quiser.

Cuida e escolhe ser cuidada, em relações de simetria.

A mulher (im)perfeita aceita as suas limitações,

deixa roupa por passar e a casa por cuidar,

para brincar e rir com as suas crianças.

A mulher (im)perfeita entrega-se ao amor e à paixão,

- publicidade -

vive a sua sexualidade de forma plena, sem pudores impostos, nem culpas.

A mulher (im)perfeita atreve-se a sonhar e a realizar a sua felicidade,

em liberdade.


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui