O ideias… E o come ideias!

Esta semana vou falar-vos neste meu editorial sobre o senhor ideias e o senhor come ideias. Para alguns que já andam nisto há anos, é de admirar como não lhes surgem ideias e que tenham que comer as ideias dos outros, mas já vos vou explicar.

0
publicidadeGearbest Alfawise V8S Max UV Sterilization + Disinfectant Disinfection Wet and Dry Robot Vacuum Cleaner promotion
Tempo de Leitura: 2 minutos

O Diário do Distrito há quatro semanas atrás teve a ideia de aproveitar todas as ferramentas digitais de que dispõe, perante o confinamento imposto pelo Governo, para iniciar uma série de entrevistas. A equipa reuniu, pensou, teve a ideia e colocou em prática essa mesma ideia.

A primeira entrevista foi com a atual presidente do CDS-PP de Palmela, Linda Oliveira, e como era a primeira experiência, até que correu bem, e em quatro semanas esse direto que ficou disponível na página de Facebook do jornal, já conta com 2400 visualizações, até que nem é mau, para um projeto piloto experimental.

A partir desse primeiro direto, muitos outros se foram realizando, sendo que o último foi realizado há mais de 24 horas e conta com 5 mil visualizações.

Até aqui tudo bem, o que não está bem, é um certo individuo  andar por aí a pregoar aos sete ventos que no Diário do Distrito são todos uns analfabetos, que o jornal não passa de um blogue, que nem sabem escrever noticias e etc, e depois agarrar nas nossas ideias e começar a realizar no mesmo formato as entrevistas. com o mesmo formato e nos mesmos moldes.

Claro que a roda já foi inventada, e uns podem colocar-lhe mais uns aros ou mais uns enfeites, e todos somos livres de fazer pela nossa vida.

A questão é que, não bastava copiar os moldes das entrevistas do Diário do Distrito, como ainda o dito indivíduo andar atrás das entrevistas por nós anunciadas, para ir a correr entrevistar o mesmo convidado horas antes, numa manobra tão desavergonhada que  nos levou a optar por fazer os anúncios das nossas entrevistas no próprio dia e a poucas horas da entrevista, até por uma questão de respeito para com os nossos entrevistados, que se viam assim abalroados na ansia de obterem a entrevista antes da hora que o Diário tinha anunciado.

Mas já se sabe que para alguns esta é uma postura de vida, e por isso mesmo são os que mais tentam lançar nódoas sobre os outros.

Enfim, de uma coisa eu tenho alegria, é que afinal os totós, os que não sabem escrever e etc, são aqueles que vão dando ideias, apressadamente copiadas na tentativa de alcançar o mesmo sucesso que o Diário do Distrito.

Isto para vos dizer que estamos orgulhosos de estar a fazer um trabalho de excelência, todos os dias aumentamos as visualizações tanto no Diário do Distrito como em gostos nas redes sociais, e uma coisa sabemos, estamos a ser uma ESCOLA para certos senhores com mania de serem grandes jornalistas e coordenadores de informação.

E se por um lado ensinamos, por outro aprendemos com essas atitudes, mais não seja a nunca ter a mesma postura.

Quero também deixar o meu obrigado a todos os nossos leitores que contribuem para o nosso sucesso, e sempre atentos ao mínimo deslize, o que demonstra o vosso interesse em que o Diário do Distrito seja cada vez melhor.

Bom fim de semana a todos.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira o seu comentário
Nome