O amianto da Califórnia

Esta semana um artigo de opinião de Pedro Rola – Presidente da Comissão de Administração da AUGI 41 – Casal do Sapo - Quinta do Conde - Sesimbra.

0
412
Tempo de Leitura: < 1 minuto

A Praia da Califórnia em Sesimbra é uma das magníficas e históricas praias de Sesimbra.

rotegida pela serra, oferece aos seus visitantes um areal de tom claro e plano e uma água límpida e apetecível nos dias de verão.

Com um mar habitualmente tranquilo podemos encontrar o lugar ideal para dar uns bons mergulhos e algumas braçadas, mas acima de tudo encontramos um conjunto de mar e serra de beleza única. É definitivamente, a minha praia.

Sucede, porém, que se estivermos nesta praia de Sesimbra e nos virarmos de costas para água, percebemos rapidamente, que temos á nossa frente um monstruoso crime ambiental.

Não só as generalidades das edificações surgem muitíssimo perto do areal, nomeadamente um hotel de enorme dimensão, como e muito pior que isso, existe um prédio que despenca verdadeiramente sobre a praia e que utilizou na sua construção parte da falésia.

Já tive oportunidade de confrontar alguns autarcas do município sobre esta questão, tendo recebido sempre como resposta que o referido prédio foi edificado numa época em que todos nós não tínhamos as preocupações de ordem ambiental que hoje temos.

Ora sendo isto verdade, é também verdade que por exemplo o amianto que colocámos nas nossas escolas publicas nas décadas de 60 e 70 do século passado, sabe-se hoje que é causador de diversos tipos de cancro e está em processo acelerado de remoção.

Resumindo, os erros que todos cometemos no passado por ignorância ou menor atenção às questões ambientais não podem de modo nenhum servir de desculpa para que hoje não emendemos a mão, tentando viver de forma mais sustentável e com respeito pela natureza.

Não é ao acaso que muitos edifícios da orla costeira nacional estão já marcados para serem demolidos.

Não tenho conhecimentos técnicos suficientes para opinar sobre a solução a adotar neste caso em concreto, mas alguma solução terá que ter, obviamente respeitando o interesse de todos aqueles que adquiriram apartamentos no prédio referido.

Repito, não é aceitável que alguém seja prejudicado por decisões erradas, mas alheias, que foram tomadas pela autarquia no passado.

Dito isto, urge remover o amianto da Califórnia!

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira o seu comentário
Nome