Atualidade

Novo Inspetor da Guarda Nacional Republicana tomou posse

- publicidade -

O Major-general Maurício Raleiras tomou ontem posse do cargo de novo Inspector da Guarda,  numa cerimónia que foi presidida pelo Comandante-Geral da Guarda Nacional Republicana, Tenente-general Rui Clero, que conferiu posse, e que teve lugar nas instalações do Comando Geral.

O Major-general Maurício Raleiras é natural de Elvas, e nasceu no dia 12 de setembro de 1961. No seu currículo, para além da Licenciatura e Mestrado em Ciências Militares da Academia Militar, possui o Curso de Promoção a Oficial Superior, o Curso de Estado-Maior e o Curso de Promoção a Oficial General. Frequentou ainda, nos Estados Unidos da América, os cursos “Field Artillery Officer Advanced Course” em Fort Sill, Oklahoma e o “Command and General Staff Officers Course” em Fort Leavenworth, Kansas.

Ingressou na Guarda Nacional Republicana em 2018, tendo desempenhado diversas funções ao longo da sua carreira profissional, das quais se destacam: Comandante de Pelotão, Instrutor, Comandante de Bateria, Comandante de Grupo, Diretor de Estudos e Instrução e Comandante da Escola Prática de Artilharia; Professor Adjunto na Academia Militar; Professor de Logística na Seção de Ensino de Administração no Instituto de Altos Estudos Militares; Chefe da Seção de Artilharia da Repartição de Apoios Táticos da Divisão de Operações no  Estado-Maior da Força Europeia Operacional Rápida (EUROFOR); Assessor militar do Comandante da Força Europeia (EUFOR) no âmbito da Operação “Concordia”; Chefe do Departamento de Ciências e Tecnologias Militares na Academia Militar; Chefe da Divisão de Recursos no Estado-Maior-General das Forças Armadas; Diretor de Administração de Recursos Humanos no Comando Pessoal do Exército; Comandante do Comando da Administração dos Recursos Internos da GNR.

Na sua folha de serviço constam vários louvores e condecorações, nacionais e estrangeiras.

A Inspeção da Guarda (IG) é o órgão responsável pelo desenvolvimento de ações inspetivas e de auditoria ao nível superior da Guarda, competindo-lhe apoiar o Comandante-Geral no exercício das suas funções de controlo e avaliação da atividade operacional, da formação, da administração dos meios humanos, materiais e financeiros e do cumprimento das disposições legais aplicáveis e dos regulamentos e instruções internos, bem como no estudo e implementação de normas de qualidade.


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo