Economia

Novo Banco registou um prejuízo de 853,1 milhões de euros

publicidade

O Novo Banco agravou o seu prejuízo para 853,1 milhões até setembro deste ano quando, em igual período de 2019, tinha registado um prejuízo de 572,3 milhões de euros.

O banco explica na ‘Apresentação de Resultados 9M2020’ divulgada no site da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, e citada pelo ‘Dinheiro Vivo’, que contabilizou «727,7 milhões de euros de imparidades e provisões, em resultado da descontinuação do negócio em Espanha, e do agravamento do nível de incumprimento de alguns clientes».

O comunicado esclarece ainda que «só 187,2 milhões de euros são relativos a imparidade adicional para riscos de crédito decorrentes da crise provocada pelas medidas adotadas no âmbito da epidemia do novo coronavírus».

Em relação ao «montante de compensação a solicitar (ao Fundo de Resolução) com referência a 2020, terá em conta as perdas incorridas nos ativos cobertos pelo Mecanismo de Capitalização Contingente bem como as condições mínimas de capital aplicáveis no final de 2020 ao abrigo do Mecanismo de Capitalização Contingente».

Apesar desses resultados, o documento aponta também para que «o crédito do NB a clientes «cresceu 5,3% em termos homólogos e 4,1% face a dez.19», e que «os depósitos de clientes aumentaram 1,5% em termos homólogos (+394M€)» e garante ainda que o NB «continua a manter uma posição de liquidez confortável através do crescimento dos recursos na atividade».

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui