Parceiros
País

Novas medidas para a redução do consumo de água para combater seca “mais grave do século”

O ministro do Ambiente e da Ação Climática admitiu esta sexta-feira, 22 de julho, que Portugal se encontra na situação de seca mais grave do século XXI.

Na conferência que seguiu a reunião com a Comissão Permanente de Prevenção, Monitorização e Acompanhamento dos Efeitos da Seca (CPPMAES), Duarte Cordeio afirmou que “sendo o quinto ano com precipitação abaixo da média, esta situação de seca torna-se a mais grave deste século”. Também apelou à “poupança de água da parte de todos” uma vez que o cenário atual agravado é consequência das alterações climáticas e exige uma alteração de comportamentos.


O Governo apresentou um novo conjunto de medidas esta sexta-feira para a redução do consumo de água, especialmente nas regiões do Algarve e Trás-os-Montes.

O ministro do Ambiente e da Ação Climática acrescentou que das 31 albufeiras para diversos fins e situação critica de vigilância, dez mantiveram o volume armazenado e apenas duas reduziram o armazenamento em mis de 5% desde 21 de junho, quando foi realizada a última reunião.

Já a ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes, também presente, adiantou que em relação ao mês anterior, a situação não se alterou nas 44 albufeiras hidroagrícolas, 37 asseguram a campanha de rega e apenas sete têm limitações.


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carreguem em seguir (follow)


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.