Sesimbra

Nova maleta pedagógica dedicada à Água apresentada pela ENA

- publicidade -

A ENA – Agência de Energia e Ambiente da Arrábida, e a Câmara Municipal de Sesimbra apresentaram esta tarde na Biblioteca Municipal de Sesimbra – CineTeatro João Mota, a nova maleta pedagógica, ‘Maleta da Água’, uma ferramenta de educação ambiental integrada no projeto das Maletas da Sustentabilidade.

Foi ainda apresentado o Livro Infantil “Aguarela”, acompanhado de um espetáculo de fantoches realizado pelos alunos da EB1/JI de Sesimbra.

Sérgio Marcelino, presidente da ENA

Este é um novo recurso pedagógico que visa preparar crianças e jovens para a transição do atual modelo de exploração do recurso água para novos modos de atuação e interação com o meio.

O presidente da ENA, e vereador na Câmara Municipal de Sesimbra, Sérgio Marcelino, destacou a importância do tema “porque todos sabemos que a água é um bem precioso”, destacando também o papel do livro “que conta a história de uma menina que se portava mal mas que aprende o que é correcto”.

Sérgio Marcelino fez depois um pequeno historial da ENA, fundada em 2006 “pelos municípios ligados pela Arrábida, Sesimbra, Setúbal e Palmela, no âmbito do Projecto Arrábida, para preservar o património desta região, e que tem feito um trabalho extraordinário ao longo destes anos no plano do ambiente, que muitos consideram uma moda mas não pode continuar a ser encarado dessa forma”.

Terminou deixando o desejo “de que tudo o que aqui apresentamos sirva de exemplo para o futuro no que respeita à preservação da água, quando tudo indica que em 2030 a qualidade da água para consumo será ainda mais reduzida. Cada um de nós tem um papel a desempenhar e é isso que a ENA tem ajudado a desenvolver.”

Felícia Costa, vice-presidente da CM de Sesimbra

A vice-presidente da Câmara Municipal de Sesimbra, Felícia Costa, dirigiu-se mais aos meninos que aguardavam o seu momento para entrar em palco, com perguntas ligadas às suas práticas ambientais e as respostas foram surpreendentes: todos os meninos sabiam que não se atira lixo para o chão, que se deve separar o lixo e reciclar e que é necessário proteger a Terra.

“Este tipo de respostas significa que estamos a conseguir fazer passar a mensagem da necessidade de proteger o meio ambiente, um assunto que muitos dirigentes mundiais tentam rebaixar”, referiu a autarca.

“O projecto das maletas pedagógicas tem três anos, e temos a certeza de que conseguimos mudar as mentalidades nas crianças e com esse trabalho, convencer os pais. Mas todo este trabalho precisa também dos agentes locais, porque aplica-se a regra do ‘agir local, para pensar global.”

A importância das bibliotecas escolares na dinamização do projecto foi referida por Margarida Chaves, coordenadora das Bibliotecas Escolares nos concelhos de Sesimbra e Setúbal, e a apresentação das maletas aos educadores teve apresentação de Cátia Cavaco.

Na ocasião foi também apresentado por Orlando Paraíba, coordenador do projecto, o Concurso Escolar «Água para todos», cujas inscrições vão terminar no dia 23 de Outubro, com a apresentação dos resultados em Março de 2020.

- publicidade -

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo