Sesimbra

Nova descoberta no Cabo Espichel: Pegadas de crocodilo com 129 milhões de anos

- publicidade -

Nos últimos dias, um trabalho de campo no Cabo Espichel, Sesimbra, trouxe uma nova descoberta, pegadas de crocodilo com cerca de 129 milhões de anos. Em janeiro identificaram na zona 614 pegadas de dinossauro.

“Encontrámos algumas pegadas de crocodilo, além das de dinossauro (…), talvez mais importantes do que as dos dinossauros, uma vez que pegadas de dinossauro existem bastantes em Portugal. Pegadas de crocodilos contemporâneos dos dinossauros já existem menos, assim em dois, três sítios, no máximo, identificadas em Portugal e não deste período. Existem do Jurássico. Do Cretácico, estas serão provavelmente as primeiras a serem identificadas”, contou Silvério Figueiredo, presidente do Centro Português de Geo-História e Pré-História à agência Lusa.

Assim, convivem lado a lado, nas falésias também pegadas de dinossauros: “Pensamos que, se não todas, pelo menos a maioria das pegadas dos dinossáurios terão sido feitas numa camada superior e que depois deformou esta em que estavam as pegadas do crocodilo. Terão sido feitas em momentos diferentes”.

Os investigadores estão na zona desde 1998 e esperam encontrar pegadas de dinossauro, ossos e dentes dos antepassados dos atuais crocodilos, os pterossauros.


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo