NDSBP satisfeitos com os números de dadores

Tarde prometia não dar tréguas quanto à chuva mas nem ela conseguiu demover todos os dadores que se deslocaram ao autocarro do Instituto Português de Sangue que esteve estacionado no parque do Pingo Doce e da Farmácia de Palmela

Dois dos coordenadores do NDSBP
Diário Imagem
publicidadeGearbest Alfawise V8S Max UV Sterilization + Disinfectant Disinfection Wet and Dry Robot Vacuum Cleaner promotion
Tempo de Leitura: < 1 minuto

A tarde de quinta-feira teimava em não dar tréguas ao Núcleo de Dadores de Sangue dos Bombeiros Voluntários de Palmela (NDSBP) e a chuva persistia em não parar, mas nem isso demoveu os 20 dadores que aceitaram estar presentes numa das sete dádivas de sangue que são promovidas pelo núcleo durante o ano.

Carlos Ribeiro, um dos coordenadores do NDSBP explicou ao Diário do Distrito que “estávamos um pouco apreensivos com esta dádiva de sangue que realizamos aqui hoje, mas correu bem e até tivemos dadores novos”, durante a tarde pelo autocarro passaram dois dadores que pela primeira vez decidiram doar um pouco do seu sangue numa causa e luta que é promovida todos os anos pela NDSBP. Os dois jovens decidiram doar pela primeira vez porque “é importante ajudarmos a salvar vidas” referem.

Rui Torres, também ele coordenador do NDSBP, dizia no fim da tarde desta quinta-feira que a colheita tinha sido <<mais daquilo que esperavam>> pois a chuva poderia fazer com que as pessoas se “afastassem” desta colheita, o que não aconteceu.

As próximas colheitas já estão marcadas para os próximos dias 4 e 28 de maio, no Auditório da Biblioteca Municipal e na Escola Secundária de Palmela, das 09h às 13h.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira o seu comentário
Nome