Palmela

‘Não admito que alguém passe fome em Palmela’

A situação sócio-económica de famílias e pessoas carenciadas no concelho de Palmela foi abordado durante a reunião pública do executivo desta quarta-feira, durante a discussão da 3.ª Alteração Modificativa ao Orçamento e Grandes Opções do Plano 2023-2027.

O assunto foi abordado pela vereadora do PS, Mara Rebelo, que questionou acerca das verbas atribuídas para o projecto ‘Cabaz Solidário Saudável’, “para o qual estavam orçamentados 13 mil euros e foram gastos apenas 4.5 mil euros. Houve alguma evolução positiva no orçamento das famílias ou houve mais mecenas a apoiar?”.

O presidente da Câmara Municipal de Palmela, Álvaro Amaro, afiançou que “estamos a manter a mesma dinâmica na entrega dos cabazes. No final de Dezembro voltarão a ser entregues às famílias, e temos tido apoio de vários mecenas. Posso dizer que a senhora vereadora vai receber alguns bacalhaus para integrar esses cabazes.

Esse é outro trabalho que fazemos um pouco na sombra, apelando à responsabilidade social. E com os grupos socio-caritativos temos um trabalho articulado e não tem havido necessidades para além do que tem sido requisitado e ninguém ficou de fora.

Já o disse e repito: não admito que alguém passe fome em Palmela. Agora, há que falar com as entidades certas, garantam o acompanhamento e cá estaremos para encontrar solução.”

O autarca garantiu também o regresso da distribuição de refeições quentes “se assim for necessário. Essa distribuição começou durante o covid19, mas felizmente deixou de ser necessário, mas as cantinas das nossas IPSS e escolas vão voltar a fornecer em casa dessas pessoas.”

Álvaro Amaro frisou ainda outro problema, transversal ao concelho, “do aumento de pedidos de apoio que nos chegam, é a questão da habitação. Não páram de crescer as candidaturas e a Estratégia Local de Habitação está montada e esperamos concluí-la até final de 2026, mas garanto-vos que nessa altura estaremos a precisar de outra Estratégia.”


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

4 Comentários

  1. Palavras levam o vento. O dinheiro orçamentado não gasto revelam a inoperancia da CMP, no apoio às pessoas mais vulneráveis.
    Urge pensar o Social, de forma social.

  2. Quando vier o Chega, os problemas serão todos resolvidos, os que existem e os que vão aparecer, vai ser o paraíso na terra ! Aleluia !!!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *