AtualidadeDesportoDestaqueOpinião

Nação Valente, Imortal!

- publicidade -

Todos sabemos que o futebol é considerado, por muitos, a “modalidade desportiva”, aquela que é a força motriz desportiva do nosso país. Uma indústria que gera milhões, em dinheiro e em paixão. Mas Portugal, esse pequeno país à beira do Atlântico, é uma fábrica de talento em várias modalidades, de grupo ou singulares.

O reconhecimento e orgulho nacionais são levados ao rubro sempre que ouvimos “A Portuguesa” e vemos a nossa Bandeira Nacional num pódio mundial.

Quem se esquece,

  • Nos Jogos Olímpicos, do Ouro de Carlos Lopes em Los Angeles/1984, de Rosa Mota em Seul/1988, de Fernanda Ribeiro em Atlanta/1996 ou de Nelson Évora em Pequim/2008;
  • Das conquistas de Joaquim Agostinho nos anos 70;
  • Do Hóquei em Patins luso que brilha ao mais alto nível desde os anos 50;
  • Do Judo nacional com nomes como Telma Monteiro ou Jorge Fonseca a brilharem ao mais alto nível;
  • Do Futebol de Praia, com Madjer e companhia a iluminarem os arreais de todo o Mundo, conquistando Copas do Mundo, Mundialitos e Ligas Europeias;
  • Da dupla Maia/Brenha no Voleibol/Voleibol de praia;
  • Dos Campeões Europeus e Mundiais de Kickboxing Fernando Fernandes, Ricardo Fernandes, Pedro Kol, Diogo Neves ou Adolfo Barão;
  • As conquistas Europeias e Mundiais da nossa Canoagem com nomes como Emanuel Silva e Fernando Pimenta (ganharam medalha de Prata nos JO de Londres/2012);
  • Dos atletas Rui Morais, Pedro Silva e Joaquim Mendes que se sagraram Campeões Mundiais de Karaté Tradicional (na prova colectiva) em Cairo/2014. Ou Nuno Dias Campeão do Mundo de Karaté Shukokai;
  • Do Ténis de Mesa que em 2014 se sagrou Campeão Europeu com os atletas Marcos Freitas, Tiago Apolónia, João Monteiro, Diogo Chen e João Geraldo;
  • A conquista de Diogo Ganchinho da medalha de Ouro no Campeonato da Europa de Trampolins (Trampolim individual) em Baku/2018,.
  • Das conquistas no Futebol dos nossos “Aurélios” no Euro França/2016 ou da 1ª Edição da Liga das Nações da UEFA em Portugal/2019.
  • Da dupla formada por Rita Ferreira e Rita Teixeira que conquistou, no Campeonato da Europa de Ginástica Acrobática em Holon/2019, o título de Campeã da Europa no ‘all-around’ em pares.

E tantos mais que se foram Imortalizando nestas ultimas décadas, em tão variados desportos, mostrando que mesmo “velhinha”, a “Portuguesa” mantem a actualidade quando nos chama de Nobre Povo!

E a situação que vivemos de Pandemia não nos retirou a força e a capacidade de superação.

O ano passado, a nível desportivo, foi Miguel Oliveira que, ao alcançar duas vitórias (Áustria e Portugal), na categoria principal do Campeonato Mundial de Motovelocidade – MotoGP, mostrou que é uma das maiores promessas do motociclismo internacional.

Também o ano passado tivemos:

  • Telma Monteiro que conquistou a 14ª medalha em Europeus de Judo para Portugal;
  • João Almeida. Pela 2.ª vez na história um ciclista português vestiu de rosa no Giro (15 dias de rosa);
  • Rúben Guerreiro que venceu o prémio de líder da montanha no Giro;
  • Iuri Leitão e Ivo Vieira que conquistaram as primeiras medalhas de Ouro de sempre para Portugal nos Europeus de Pista de Elites (Ciclismo de Pista).
  • Fernando Pimenta que atingiu a marca de 100 medalhas internacionais na Canoagem;
  • Filipe Albuquerque que venceu as 24 horas de LeMans e foi Campeão Mundial de resistência em LMP2;
  • Júlio Ferreira que se sagrou Campeão Europeu da categoria -80kg em Taekwondo;
  • Duarte Benavente que foi Campeão Mundial de Formula 2 em Motonáutica;
  • Félix da Costa que foi Campeão do Mundo de Fórmula E;
  • José de Sousa que se sagrou o 1.º português a vencer um masters de setas no circuito PDC;
  • Fomos Campeões Europeus de Futebol de Praia, derrotando a Suíça na final;
  • Nuno Paiva sagra-se Campeão do Mundo de Karaté (Kumite) categoria Veteranos A;
  • Apuramento, do Andebol, para o Mundial de Andebol do Egipto/2021, após 18 anos de ausência. A Federação Europeia de Andebol (EHF) decidiu que não existiam condições para se disputar a fase final da qualificação e anulou os play-off. Assim ficaram apuradas as melhores equipas do último Campeonato Europeu em 2018, no qual Portugal obteve a melhor posição de sempre, com um brilhante sexto lugar (ganhando por duas vezes aos hexacampeões mundiais, a França.


Este ano, nos Europeus de Atletismo de Pista Coberta, na Polónia, Portugal brilhou terminando em segundo lugar no quadro de medalhas, logo após a Holanda. O Ouro de Auriol Dongmo (peso) e de Patrícia Mamona e Pedro Pichardo (triplo salto), é mesmo o melhor registo de sempre da selecção lusa, que só tinha tido duas vitórias por uma ocasião, em 1996, em Estocolmo.

E agora temos o feito histórico do apuramento do andebol Nacional aos Jogos Olímpicos Tóquio/2020. E que emoção! Um encontro onde se jogava a possibilidade de atingir um feito inédito. Portugal escolhe o lema “Por Portugal! Por Ti!” para galvanizar a equipa, em homenagem a Alfredo Quintana, guarda-redes que faleceu dia 26 de Fevereiro vítima de uma paragem cardiorrespiratória. O adversário, a França, hexacampeão Mundial e Vice-Campeão Olímpico, o local Montpellier, a França jogava e casa.

Nos minutos finais do jogo Portugal perdia por 28-25. Apenas uma garra tremenda e uma “vontade de ferro” levaram o jogo a um empate a 28. Nos segundos finais uma intercepção de bola leva o central luso Rui Silva a marcar o 28-29. Faltavam 6 segundos para terminar a partida. A França repõe a bola e marca, mas o golo é considerado inválido pela equipa de arbitragem. A selecção Nacional estava apurada e Portugal voltou a fazer a festa!

O ecletismo está-me no sangue, o meu respeito por todas as modalidades é total. A mim pouco me interessa a definição de modalidades “ricas” e modalidades “pobres”, ou modalidades “profissionais” e modalidades “amadoras”. São elas todas, é o Desporto Nacional, que me fazem gritar bem alto:

Nação Valente, Imortal! 

Parabéns a todos! Parabéns Portugal!

- publicidade -

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui