País

Na pandemia famílias gastaram menos, mas despesas com comida subiram

publicidade

No período entre abril e junho, segundo o INE, as famílias residentes em Portugal gastaram 6,2 milhões de euros em alimentos.

Assim, as Contas Nacionais Trimestrais mostram que as famílias reduziram 1,0% as despesas de consumo final, face ao último trimestre, já a despesa em bens duradouros caiu 27,6%, “refletindo principalmente uma quebra abrupta das aquisições de veículos automóveis”.

A comparação entre o primeiro e segundo trimestre de 2020 mostra que o consumo das famílias, em plena pandemia, diminuiu 14%, “verificando-se uma variação em cadeia de -23,8% das despesas em bens duradouros (sobretudo de veículos automóveis), tendo as despesas em bens não duradouros e serviços diminuído 13,0% (taxas de -8,4% e -2,3% no 1º trimestre, respetivamente)”, explica o INE.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui