Autárquicas 2021Seixal 2021

‘Município do Seixal tem estado de costas voltadas para vários problemas’

- publicidade -

Inês Sousa Real, líder do Partido Pessoas-Animais-Natureza, fez esta segunda-feira um périplo pela margem sul, que começou em Almada e termina no Montijo.

Pelo Seixal foi acompanhada pelo cabeça-de-lista à Câmara Municipal, António Sota Martins, e candidatos dos outros concelhos visitados.

No final da visita que decorreu pela baía do Seixal, Inês Sousa Real referiu que “neste concelho existem vários problemas que são transversais a outros concelhos, como a necessidade do combate às alterações climáticas, por ser uma zona ribeirinha que será afectada pela subida das águas, e por isso é fundamental que o municio tenha um plano de acção local que garanta uma adaptação das várias infraestruturas a estes efeitos.

São aspectos sobre os quais o município não se tem preparado para precaver, tendo até em conta que as vias automóveis e pedonais vão ter de ser alteradas para essa nova realidade. O município tem estado de costas voltadas para estas preocupações.”

Outro aspecto que a presidente do grupo parlamentar do PAN na Assembleia da República referiu foi “o grave problema habitacional com ausência de respostas na habitação para os jovens e para a classe média.

Continuamos a verificar que as cidades têm permitido o crescimento de habitações de luxo ou condomínios privados, ao longo de todas as frentes, nomeadamente a frente ribeirinha, o que coloca em causa o acesso e a fruição de todos a estes espaços.”

A deputada do PAN alertou ainda para “a falta de segurança das ciclovias no concelho, e as que existem não tem uma ligação para uso no dia-a-dia, seja para os jovens irem para as aulas ou para o trabalho, de forma a ser uma opção de mobilidade suave.

Também existem pessoas com mobilidade condicionada, que devem ter respostas especiais em termos de transportes, o que não acontece neste concelho.”

A área da proteção animal também foi criticada por Inês Sousa Real, “porque no Seixal há um longo caminho a percorrer, seja com a construção do novo Centro de Recolha Oficial de Animais, seja com o acompanhamento das colónias de gatos e o programa CED, mas também pela actividade tauromáquica que ainda persiste em algumas freguesias, um assunto que é uma bandeira muito cara para o PAN.”

O PAN quer também, no Seixal, “um aumento de transparência da própria actuação da Câmara Municipal, porque não faz qualquer sentido que numa era profundamente digital, não seja garantida a exibição para os munícipes das reuniões da Assembleia Municipal online.

Precisamos de um escrutínio mais forte do que é a actuação do poder local e o direito de participação de todas as forças políticas da oposição, sob pena do que é divulgado ser mera propaganda eleitoral de quem já está no poder, instalado há décadas, ao invés de se dar voz a todas as forças políticas.”

- publicidade -

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo