Município de Setúbal interdita circulação e estacionamento na EN379-1

A circulação e estacionamento de veículos automóveis na antiga EN 379-1, no troço compreendido entre os parques da Praia da Figueirinha e do Creiro, em Setúbal, está interdita desde hoje e até ao início da época balnear, informa um comunicado da Câmara Municipal de Setúbal.

DR - Vanessa Alexandra Sequeira /Facebook
publicidadeGearbest Alfawise V8S Max UV Sterilization + Disinfectant Disinfection Wet and Dry Robot Vacuum Cleaner promotion
Tempo de Leitura: < 1 minuto

A circulação e estacionamento de veículos automóveis na antiga EN 379-1, no troço compreendido entre os parques da Praia da Figueirinha e do Creiro, em Setúbal, está interdita desde hoje e até ao início da época balnear, informa um comunicado da Câmara Municipal de Setúbal.

A medida determinada pela autarquia sadina, segundo o documento, «enquadra-se numa estratégia de prevenção com objetivos de redução da vulnerabilidade e exposição ao risco decorrente de incêndios florestais e de mitigação de propagação da pandemia da Covid-19.

A decisão é igualmente justificada pela situação registada nos dias 16 e 17 maio, fim de semana em que, em virtude das medidas graduais de desconfinamento, se verificou uma “deslocação massiva em veículos automóveis, motociclos, veículos sem motor e a pé”.»

Segundo argumenta o município «esta realidade contribuiu, inadvertidamente, para produzir um forte congestionamento à circulação automóvel, o qual, associado a um estacionamento desordenado e caótico, colocou em causa a capacidade de prestação de socorro e acesso de veículos de emergência».

A interdição de trânsito e estacionamento salvaguarda os direitos de acesso e de circulação a trabalhadores e a titulares de atividade económica comprovada naquela zona, bem como a veículos de emergência, proteção e socorro.

Durante a época balnear irá vigorar o programa ‘Arrábida Sem Carros’, «estratégia que promove um conjunto de medidas restritivas de circulação e de estacionamento automóvel com o objetivo prioritário de proteção de pessoas, de bens e do património natural» refere o comunicado.

«Este programa fomenta ainda o acesso às praias de modo regulado, proporcional e ajustado aos riscos existentes, estimulando as deslocações em modo suave, o recurso a parques de estacionamento de retaguarda e a utilização de transportes públicos coletivos.»

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira o seu comentário
Nome