Montijo

Município de Palmela apoia Festa da Atalaia nas 7 Maravilhas da Cultura Popular

publicidade

O Montijo recebe amanhã a Festa em Honra de Nossa Senhora da Atalaia que também está a votação na semifinal nacional do concurso 7 Maravilhas da Cultura Popular, em Salir, Loulé.

A festa está em votação através do número 760 207 815 e o município apoia “desde o primeiro momento, considerando a importância histórica que o concelho tem no contexto da romaria a Nossa Senhora da Atalaia. Anualmente, no último fim de semana de agosto, três círios do concelho (Quinta do Anjo, Carregueira e Olhos de Água) realizam a romaria ao santuário, numa demonstração de fé, tradição e ligação secular da população à ‘Festa Grande’”, explica a nota de imprensa da autarquia de Palmela.

A candidatura da Câmara Municipal do Montijo com a Festa da Atalaia às 7 Maravilhas da Cultura Popular, visa “valorizar e dar mais visibilidade a uma manifestação cultural que é das mais antigas do país e uma referência única na região”, completa.

A Festa em Honra de Nossa Senhora da Atalaia #venceu a final regional, transmitida em direto na RTP1 a 10 de agosto, a partir da Praça da República, no Montijo, seguindo para a semifinal nacional, na condição de pré-finalista.” Assim, a “Festa da Atalaia é, assim, o único património do distrito de Setúbal em competição nesta fase.”

Sobre o concurso

“O concurso 7 Maravilhas de Portugal tem como objetivo divulgar os valores positivos de uma identidade nacional forte, elegendo o que de melhor Portugal tem e destacando as tradições associadas às várias regiões do país. A edição de 2020 é dedicada à Cultura Popular, através da eleição das 7 Maravilhas do património cultural material e imaterial de Portugal. A RTP é a televisão oficial e o projeto conta com o alto patrocínio do Presidente da República”, elucida.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui