Mundo

Mundo | Decisão de desligar máquinas do pequeno Archie novamente suspensa

- publicidade -

Archie Battersbee, o pequeno menino de 12 anos que está desde abril ligado a máquinas de suporte de vida, viu o seu destino alterado após os pais, Hollie Dance e Paul Battersbee, recorrerem ao Tribunal dos Direitos Humanos, em Estrasburgo, para adiar a decisão de as desligar.

O Supremo Tribunal Britânico tinha recusado três vezes os recursos do casal sendo que, na passada segunda-feira, dia 1, o Supremo havia mesmo decidido que, legalmente, podiam e iam desligar-se as máquinas que suportam a vida de Archie, que está em morte cerebral decretada pelos médicos há aproximadamente 3 meses.

Este caso tem vindo a ser arrastado pelos tribunais e, neste último recurso, o pedido urgente da família do menino britânico entrou às 9h desta quarta-feira – 2h antes do início do processo do protocolo permitido, e apresentado aos pais, que agora fica suspenso e que autoriza desligar o suporte de vida e o ventilador que permite o menino respirar.

Archie Battersbee foi encontrado inanimado em casa, no Reino Unido, pela mãe, após cumprir, ao que tudo indica, um desafio viral que consiste em apertar o pescoço até se ficar inconsciente por falta de oxigénio – o menino colocou uma ligadura e apertou até desmaiar.

Estes desafios são conhecidos e feitos por todo o mundo, tendo já provocado algumas mortes e ferimentos graves em quem os cumpre. Têm objetivos centrados na mutilação e nos golpes propositados, como é o exemplo do “Desafio da Baleia Azul”, “Momo” ou o “Mel Congelado”.


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *