Santiago do Cacém

MP quer pena máxima para jovem que matou tios adotivos em Santiago do Cacém

Lourenço Fernandes, na altura com 17 anos, matou os tios adotivos em Santiago do Cacém e confessou prazer em cometer os crimes.

- publicidade -

Lourenço Fernandes, na altura com 17 anos, matou os tios adotivos em Santiago do Cacém e confessou prazer em cometer os crimes.

O Ministério Público pediu agora pena máxima para o jovem. Segundo o Correio da Manhã, o MP quer 20 meses de prisão efetiva por condução sem habilitação legal e 20 anos por cada crime de homicídio qualificado, num cúmulo jurídico de 25 anos.

A procuradora do Ministério Público referiu ainda que o arguido demonstra traços moderados de psicopatia.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui