MP deduziu acusação contra cinco pessoas devido a incidentes no Bairro da Jamaica

O Ministério Publico deduziu acusação contra cinco arguidos, quatro moradores daquele bairro e um agente da PSP sobre os incidentes ocorridos a 20 de janeiro de 2019 no Bairro da Jamaica.

0
108
DIÁRIO IMAGEM
Tempo de Leitura: 1 minuto

A Procuradoria Geral da República informa que no âmbito do inquérito onde se investigaram os incidentes ocorridos a 20 de janeiro de 2019 no Bairro da Jamaica, o Ministério Publico deduziu acusação contra cinco arguidos, quatro moradores daquele bairro e um agente da PSP.

Este último foi acusado pela prática do crime de ofensas à integridade física simples.

Os primeiros quatro arguidos foram acusados pelo crime de resistência e coação, estando alguns deles ainda acusados de outros crimes, designadamente ameaça agravada, ofensas à integridade física qualificadas e injúria, ameaças sobre os agentes envolvidos entrada em espaço reservado.

O inquérito foi investigado pelo Ministério Público do DIAP da Comarca de Lisboa, secção do Seixal.

O Sindicato Vertical de Carreira da Polícia já se manifestou na sua página sobre o assunto considerando este assunto «uma caça às bruxas e a caça aos polícias. O Ministério Publico acusa os três elementos, da mesma família, de dezenas de crimes. Nomeadamente de agressões, resistência e coação, ameaças sobre os agentes envolvidos entrada em espaço reservado, etc, etc.

Espantem-se: acusa um, repetimos UM, agente da PSP, de ofensas à integridade física simples, repetimos SIMPLES (que até admite desistência de procedimento criminal).
Posto isto, perguntamos: onde estão os defensores das minorias, aquelas que são barbaramente agredidos pelos Polícias? Porque não se apressam a comentar? Onde estão os políticos que foram tão céleres a criticar a atuação da Polícia?
»

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira o seu comentário
Nome