AtualidadePaísSociedade

Movimento nacionalista ameaça e dá 48 horas a “traidores” para saírem de Portugal

publicidade

O movimento nacionalista Nova Ordem de Avis – Resistência Nacional enviou um e-mail a 10 pessoas, incluindo três deputadas, dando um prazo de 48 horas para que rescindam as suas funções políticas e abandonem Portugal.

Mamadou Ba, dirigente da organização SOS Racismo, Mariana Mortágua, Beatriz Gomes Dias e Joacine Katar Moreira são alguns dos visados.

A mensagem está já a ser investigada pela Polícia Judiciária, a vez que ameaça as pessoas nomeadas e as suas famílias.

“Sendo o prazo ultrapassado, medidas serão tomadas contra estes dirigentes e os seus familiares, de forma a garantir a segurança do povo português. O mês de Agosto será mês da luta contra os traidores da nação e seus apoiantes. O mês de Agosto será o mês do reerguer nacionalista”, lê-se na mensagem.

Em declarações ao jornal Expresso, Mamadou Ba diz-se “bastante preocupado, não porque não estivesse à espera da escalada, mas pela natureza da ameaça, que também inclui as famílias dos visados”.

“Como vão ficar as nossas famílias ao saberem disto? Trata-se de terrorismo puro e duro no sentido prático e psicológico”, disse ainda Mamadou.

Ainda segundo o Expresso, o Bloco de Esquerda vai apresentar duas queixas ao Ministério Público, uma em nome da deputada Mariana Mortágua e outra em nome da deputada Beatriz Gomes Dias.

 

Ler mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui