DestaqueDistrito SetúbalPalmelaPinhal Novo

Movimento de moradores “revoltado” com presidente da Assembleia Municipal

Postura da presidente da Assembleia Municipal de Palmela não agradou aos moradores do Vale da Vila.

- publicidade -

Melhores dias já tiveram os vários moradores das Ruas do Alentejo, Ferroviários e do Aceiro do Anselmo, no Vale da Vila, na freguesia de Pinhal Novo, pois todos os anos os moradores dizem informar as autarquias locais – Câmara Municipal de Palmela e Junta de Freguesia de Pinhal Novo – para o mau estado dos caminhos que servem as suas moradias.

Com o arrancar das primeiras chuvas, a Câmara Municipal avançou com uma obra que diz ser bastante solicitada pelos moradores, o Diário do Distrito sabe que o pedido partiu de vários pedidos de uma associação de moradores, que os populares dessas três ruas dizem desconhecer quem seja, pois nunca lhes foi apresentado os elementos da Associação de Moradores de Entre Ruas e afirmam mesmo que tudo o que tem sido feito é devido à existência de vários emails enviados por dois moradores do Aceiro do Anselmo para a Junta de Freguesia.

Com a chegada da obra e com uma outra obras de saneamento que já tinha sido feita há alguns anos, os moradores do Aceiro do Anselmo queixam-se de ficar debaixo de água nas fortes chuvadas, isto porque o viaduto que serve a ligação do Aceiro do Anselmo à Rua dos Ferroviários, ficou mal feita, empoçando a água na valeta municipal e recuando as águas para os terrenos perto.

Depois de vários contactos com a Câmara Municipal de Palmela, a solução que dizem ter sido feito como se de uma manta de retalhos se trata-se e que em nada resolveu o assunto, os cidadãos criaram para já um Movimento de Cidadãos do Vale da Vila para reinvidicar junto da Câmara Municipal os seus problemas. Dizem mesmo que só com uma carta convite ao vereador do pelouro das obras públicas, missiva assinada por meia centena de moradores é que o vereador cedeu em dirigir-se ao local na próxima terça-feira, pelas 09h00, na companhia de técnicas e o presidente da Câmara Municipal de Palmela para falarem com a população.

Mas o movimento diz estar revoltado com a posição da presidente da Assembleia Municipal que na passada quinta-feira informou a sessão sobre o convite e afirmou que não vou estar presente, pois a Câmara Municipal de Palmela já marcou a sua presença não necessito de estar presente“, salientam no entanto que “estão esquecidos por parte de quem os representa nos vários órgãos autárquicos“.

O Diário do Distrito sabe ainda que o mesmo convite para estar presente na próxima terça-feira, 22 de dezembro, também seguiu para todos os autarcas da oposição no executivo da Câmara Municipal e membros da Assembleia de Freguesia de Pinhal Novo.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui