DestaqueDistrito SetúbalGrândolaJustiçaPalmela
Em Destaque

Morte de empresário palmelense continua a ser investigada

Inspetores da PJ analisam vestígios recolhidos, empreendimento de luxo em Troia e a vida do gestor.

- publicidade -

Depois de bombeiros e GNR terem sido acionados, o caso do homicídio do empresário Constantino Fernandes dos Santos prossegue sob investigação na Polícia Judiciária de Setúbal.

Os inspetores contam com as perícias realizadas no local do crime, à habitação de luxo no condomínio privado em Troia, concelho de Grândola, mas também com as perícias médico-legais realizadas ao corpo da vítima. A autópsia revela a violência extrema a que o sexagenário foi sujeito.

O empreendimento privado também está a ser analisado ao detalhe pelos inspetores que continuam no terreno, já que a entrada e saída de pessoas é controlada. A entrada dos suspeitos com a vítima é uma das hipóteses investigadas pela PJ. Além dos registos, estão a ser monitorizadas as imagens de videovigilância do espaço.

Na Península de Troia e na Herdade da Comporta são vários os empreendimentos de luxo que são acompanhados de zonas diferenciadas, como torres de aparthotel, moradias, piscinas, campos de golfe e a praia. Oferecem comodidade e segurança 24 horas por dia. Os valores das moradias de luxo oscilam entre os 600 mil euros e 1 milhão e meio de euros.

Para a PJ todos os cenários estão em aberto, mas a família do empresário do Pinhal Novo garante que não são conhecidas ameaças ao homem de 68 anos. Razão pela qual os últimos dias da vítima estão a ser passados a pente fino pelos inspetores, para que possam ser encontradas pontas soltas.

Constantino Fernandes dos Santos foi encontrado amarrado num cenário macabro na noite de segunda-feira. Os primeiros a darem o alerta foram alguns amigos do empresário que estranharam a ausência no restaurante em que era cliente habitual.

Em vida, Constantino Fernandes dos Santos teve vários negócios e tornou-se num dos empresários mais conhecidos da região.

Atualmente, a única empresa que se mantém ativa é a Constantino Fernandes dos Santos-Agro-Pecuária Lda., sediada no Pinhal Novo, concelho de Palmela, e constituída há mais de 15 anos. O empresário já tinha deixado a gestão de outros negócios, nomeadamente no ramo imobiliário, que o ajudaram a consolidar a fortuna que deixou. Era conhecido por ostentar riqueza, pelo gosto por jogos de casino e mulheres.

A Polícia Judiciária de Setúbal analisa todas as possibilidades para chegar à identidade de quem assassinou Constantino Fernandes dos Santos, mas ainda não há detidos.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo