Parceiros
AtualidadeCovid-19PaísSociedade

Morte de criança no Santa Maria: a causa pode estar num engasgamento

- publicidade -

A criança de seis anos que morreu com Covid-19 no Hospital de Santa Maria pode ter sofrido uma paragem cardiorrespiratória por aspiração de vómito ou engasgamento.

Na tarde de sábado, o menino deu entrada na Urgência sem sinais vitais e, de acordo com o que avança o jornal Expresso, ao ser entubada para reanimação, a equipa que a assistiu detetou sinais de vómito / engasgamento.

Vacinada no dia 8 de Janeiro, logo se apressaram os movimentos anti-vacinas em culpar a inoculação feita à criança ou, no limite, a falta de eficácia da vacina.

Da informação recolhida pelo Expresso, sabe-se que o menino era um doente Covid-19 sintomático, chegando a ter 38.3 ºC de febre. Estava “sozinho na sala de casa, nas Avenidas Novas, quando foi encontrado inanimado pelo pai, pelas 16h40” de sábado.

A reanimação foi dada como “bem sucedida”, mas houve lesões irreversíveis e, por isso, “a morte cerebral acabaria por ser declarada no domingo” .

Ao Expresso, Fátima Pinto, diretora do Serviço de Cardiologia Pediátrica do Hospital de Santa Marta diz que . “tudo o que temos da evidência a nível mundial, com oito milhões de crianças vacinadas, mostra que não existe nenhum caso fatal de miocardite (inflamação do músculo cardíaco) causada pela vacina. No entanto, há casos, muito raros, de morte por miocardite provocada pela infeção Covid-19″.

Em resumo, o risco de complicações pela doença continua a ser muito superior aos riscos existentes pelo acto de vacinação.


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário