Desporto

Morreu o ‘herói’ do Mundial 1982 Paolo Rossi

- publicidade -

Paolo Rossi foi um dos melhores jogadores italianos de sempre e morreu esta quinta-feira aos 64 anos, vítima de doença prolongada, segundo anunciou o diário italiano Gazzetta dello Sport.

Considerado como o herói da vitória italiana no Mundial de 1982, onde na equipa italiana Juventus ganhou 3-2 à favorita equipa do Brasil, com todos os golos marcados por Paolo Rossi, num jogo que teve lugar a 5 de julho de 1982, no Estádio Sarrià, em Barcelona, eliminando esta da prova.

Nascido a 23 de setembro de 1956, em Prato, Pablito foi internacional transalpino por 48 vezes e marcou 20 golos, seis dos quais no campeonato do Mundo disputado em Espanha e que acabou como melhor goleador.

Os brasileiros, que pareciam imbatíveis, com um futebol de alta qualidade, liderado por Zico, Sócrates, Falcão, Éder, Júnior ou Cerezo, sucumbiram perante Rossi, num jogo da segunda fase de grupos que só precisavam de empatar para rumar às meias-finais.

Mas Rossi esteve para não participar nesse jogo, devido ao que ficou conhecido como caso «Totonero», em 1980, em que foi acusado de estar implicado num caso de apostas de resultados combinados, o que levou à suspensão do avançado italiano por três anos, mas não chegou a ser preso, nem a cumprir a pena na totalidade.

As atuações no Mundial valeram-lhe a conquista da Bota de Ouro, troféu da revista francesa France Football que então era reservada a futebolistas do velho continente.

Ao longo da carreira, o ex-avançado passou por Santa Lúcia, Ambrosiana, Cattolica Virtus e Juventus, na formação, sendo que foi também na equipa de Turim que se estreou como sénior, na temporada 1973/74.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui