Moradores denunciam condições de canil ilegal em Almada

Um vídeo divulgado pelos Amigos dos Animais - Costa de Caparica está a gerar revolta, por mostrar as condições em que vivem vários cães num canil ilegal em Santo António da Caparica, Almada.

publicidadeGearbest Alfawise V8S Max UV Sterilization + Disinfectant Disinfection Wet and Dry Robot Vacuum Cleaner promotion
Tempo de Leitura: 2 minutos

Um vídeo divulgado pelos Amigos dos Animais – Costa de Caparica está a gerar revolta, por mostrar as condições em que vivem vários cães num canil ilegal em Santo António da Caparica, Almada.

“O vídeo foi-nos enviado por uma pessoa que quer manter anonimato, mas já temos conhecimento desta situação, bem como as autoridades e o município, há pelo menos três anos” explicou ao Diário do Distrito a responsável pelo grupo Amigos dos Animais – Costa da Caparica, Patrícia Silva.

“Há animais doentes, com fome, as cadelas têm ninhadas seguidas e alguns animais atacam-se entre si, quer devido à fome, quer também por causa dos cios das cadelas. O homem vende depois os animais, mas não estão registados, e há indícios que os venda para lutas de cães.

Temos tentado convencer o dono a deixar-nos esterilizar as cadelas e devolver-lhas, mas não tem sido possível. A determinada altura disse-nos que tinha 7 cadelas, combinámos tudo para as ir buscar e esterilizar com a ajuda de clínicas de Almada e no dia que lá chegámos só nos quis entregar 2, e foi preciso mais de quarenta minutos para o convencer. Além disso os animais vinham num tal estado de sujidade e de medo, que foi muito difícil todo o processo.”

Patrícia Silva afirma que as autoridades estão a par do assunto. “Já foram feitas queixas pelos vizinhos, por causa do barulho que os animais fazem, a ganir de fome e das lutas entre eles, e do cheiro que aquele espaço emana, mas são arquivadas, com a alegação de que os animais não estão sob mau-trato e que vendê-los não é crime. Já esteve ali uma fiscalização da Câmara Municipal e dizem que não encontraram problemas. Mas o que é certo é que os vizinhos já fizeram várias queixas.”

A responsável do grupo lamenta ainda que “as autoridades assim como serviços veterinários, vários grupos e associações de defesa de animais, e o próprio poder político, já tiveram conhecimento desta situação, mas até agora nada foi feito”.

Conta ainda que “há uns tempos, conseguimos retirar uma cadela que tinha fugido e foi apanhada na rua, com uma pata ferida e com indícios de leishmaniose. Foi uma captura muito difícil, mas tivemos de a fazer para a tratar e também porque ela andava a apanhar e matar gatos para comer. Foi entregue ao Cantinho da Milú com quem trabalhamos, e está em socialização, porque os animais daquele local são muito agressivos, talvez devido à fome e ao medo a que são sujeitos.”

Patrícia Silva deixa ainda uma questão às autoridades: “porque é que a lei é para uns e não para outros? Quem tenha alguns gatos ou cães em casa é visitado pelo SEPNA e pelos veterinários municipais, e multado se os animais não tiverem documentos. Mas este homem mantém um canil ilegal e ainda ameaça as pessoas que se aproximam ou que fazem queixas, e alguns moradores acabam por retirar as queixas com medo dele.”

A divulgação do vídeo pretende que “as pessoas fiquem a saber disto, e que a pressão pública leve a que as autoridades actuem. Este homem tem de ser identificado para que nunca mais volte a ter animais.”

Patrícia Silva ressalva ainda que “já iniciámos um trabalho com a Câmara Municipal de Almada, na identificação de matilhas e esterização de cadelas, e por isso também gostaríamos de conseguir resolver esta situação”.

Na página dos Amigos dos Animais, onde o vídeo foi publicado, multiplicam-se os comentários de quem conhece a situação, de pessoas que viram as suas queixas arquivadas e de quem tem tentado alertar as autoridades, mas que esbarra em muros de indiferença ou com uma legislação que continua a não ser clara no que respeita aos direitos dos animais.

publicidade

2 COMENTÁRIOS

  1. As autoridades foram lá, viram, e tiveram a lata de dizer que não viram as más condições relatadas. São cegos? Há muita falta de vontade de resolver os problemas relacionados com os animais neste país!!!

  2. As autoridades foram lá, viram, e tiveram a lata de dizer que não viram as más condições relatadas. São cegos? Há muita falta de vontade de resolver os problemas relacionados com os animais neste país!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira o seu comentário
Nome