Parceiros
MontijoPaís

MONTIJO – Novo aeroporto não será ‘low cost’

Thierry Ligonnière, presidente executivo da ANA-Aeroportos de Portugal, disse hoje que o novo aeroporto será dirigido a transportadoras com rotas “ponto a ponto”, ou seja, sem correspondências.

As declarações foram feitas durante a 6.ª conferência franco-portuguesa que decorreu em Lisboa. “A segregação não é no modelo económico. O Montijo será um modelo ponto a ponto e não ‘low cost’ [baixo custo]”, afirmou Ligonnière.

Sobre a acessibilidade para o centro da cidade de Lisboa, Thierry Ligonnière recordou que a escolha pelo Montijo teve em conta as distâncias e o facto de que várias companhias aéreas não quererem um aeroporto afastado da capital.

O presidente da ANA disse ainda que previstos dois acessos principais, com o uso da ponte Vasco da Gama, onde haverá uma “saída específica e rápida” para o aeroporto. O outro acesso será através do rio Tejo, podendo os utentes “chegar ao centro através de barco, num percurso muito rápido de 15 minutos.

O presidente não comentou o investimento que a dona da ANA fará no Montijo, mas referiu “centenas de milhares de euros”, garantindo que se mantém o calendário previsto, com o aeroporto a funcionar em 2022.

Ligonnière voltou a mostrar a imagem do novo aeroporto, acrescentando que o mesmo irá privilegiar a luminosidade e as novas tecnologias.



Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.