Parceiros
AtualidadeEconomia

Montijo, Barreiro e Setúbal entre os 25 municípios mais baratos para arrendar casa

- publicidade -

Arrendar casa tem vindo a ser uma verdadeira dor de cabeça em Portugal. Da falta de imóveis, aos preços elevados, passando pelas exigências dos senhorios, a escolha não é muito alargada para quem tem pouca capacidade financeira.

No entanto, na hora de decidir, pode ser positivo investigar um pouco sobre os preços em cada concelho.

Segundo um estudo do idealista, o Marketplace imobiliário de Portugal, dos 25 municípios mais baratos para arrendar casa em Portugal, é o concelho de Castelo Branco que ocupa o primeiro lugar, com uma média de 5 euros por metro quadrado (euros/m2), sendo este o metro quadrado mais barato do país.

O ranking dos cinco municípios mais baratos completa-se com Viseu (5,3 euros/m2), Santarém (5,3 euros/m2), Figueira da Foz (5,4 euros/m2) e Caldas da Rainha (5,8 euros/m2).

Seguem-se Viana do Castelo, Valongo e Leiria, onde o metro quadrado custa 6 euros nos três municípios.

Por menos de 7 euros por metro quadrado, encontram-se ainda os municípios de Guimarães (6,1 euros/m2), Braga (6,3 euros/m2), Gondomar (6,5 euros/m2), Alcobaça (6,6 euros/m2), Covilhã (6,6 euros/m2), Vila do Conde (6,9 euros/m2) e Ílhavo (6,9 euros/m2).

O ranking integra também os concelhos de Torres Vedras, no distrito de Lisboa e Maia, no distrito do Porto, onde as casas para arrendar custam 7,2 euros/m2 em ambos os municípios. Seguem-se Coimbra (7,4 euros/m2), Montijo (7,6 euros/m2), Póvoa do Varzim (7,7 euros/m2), Vila Franca de Xira (8,1 euros/m2), Barreiro (8,4 euros/m2), Setúbal (8,4 euros/m2) e Vila Nova de Gaia (8,4 euros/m2).

No último lugar do ranking, encontra-se o município de Aveiro, custando o metro quadrado 8,5 euros.

O site imobiliário encontrou também as cinco localidades mais exclusivas para arrendar casa em Portugal, lista na qual Cascais se encontra no topo, onde o metro quadrado custa 13,6 euros, sendo o mais caro do país.

Seguem-se Lisboa (13,5 euros/m2), Loulé (12,1 euros/m2), Oeiras (11,2 euros/m2) e Porto (10,9 euros/m2).


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário