Parceiros
AlcocheteDestaqueSociedade

Montijo acolhe primeiros cidadãos vindos da Ucrânia – e para salvar mais pessoas, “falta apenas um motorista”…

- publicidade -

O Movimento Tetyana Antoniv de Alcochete, já conseguiu trazer para a região uma cidadã ucraniana que está grávida, e dois meninos que vêm ao seu cuidado.

“A viagem embora dura e longa, correu bem, e estão todos bem”, disse Raquel Machado, uma das voluntárias da organização, que acrescentou: “foram acolhidos numa casa particular no Montijo, e estão a descansar…”

À conversa com o Diário do Distrito, Raquel Machado salutou o fato destes “cidadãos estarem agora em segurança”, e lembrou que “a partir de agora, outros procedimentos são fundamentais, sobretudo o acompanhamento médico à cidadã, pela sua condição de gravidez”.

Importa salientar que estas pessoas vieram numa carrinha que regressou a Portugal, depois de já ter ido à Polónia levar mantimentos e doações. E estas viagens vão continuar…

Depois de uma verdadeira onda de solidariedade, que surge de um apelo de Tetyana Antoniv através das redes sociais, os donativos ultrapassaram tudo o que seria pensável. A população de Alcochete e arredores, respondeu de imediato ao pedido de ajuda desta ucraniana a viver em Alcochete, que não conseguiu ficar indiferente ao sofrimento e tamanha necessidade do seu povo.

As pessoas juntaram-se e criaram uma verdadeira corrente de voluntariado, ajudando Tetyana a orientar toda a logística, para envio de bens de primeira necessidade, higiene, roupa e materiais diversos.

Assim, e ainda segundo nos explicou Raquel Machado, “alguns destes voluntários vão dar seguimento a estes donativos, carregando três carrinhas com tudo o que for possível e mais urgente, e seguir rumo a Sintra, onde está à espera um camião cedido pela empresa Windoor, que fez a oferta do transporte e disponibilizou o motorista”. Amanhã este camião seguirá para a Polónia “e não ficará por aqui, uma vez que mais ofertas esperam seguir para quem mais precisa”.

O Diário do Distrito sabe também que esta organização pretende trazer mais pessoas da Ucrânia e da fronteira com a Polónia, “através de um autocarro de 30 lugares que foi cedido por um benemérito anónimo”. Para que isto possa acontecer, “falta-nos apenas o motorista”, explicou Mariana Proença, também voluntária neste grupo. Mariana Proença, confessou que tem tido “nas redes sociais um grande apoio, pois vai lançando pedidos, e as coisas vão acontecendo. Para além disso, as redes de contatos de cada um, e o empenho de todos, têm feito toda a diferença”.

Resta dizer que à semelhança de outras campanhas de solidariedade para com o povo da Ucrânia, o DD vai continuar a acompanhar o Movimento Tetyana Antoniv de Alcochete, que tem em vista outras parcerias, que segundo a organização “farão toda a diferença na vida de muitas pessoas”.


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário