CrimeJustiçaMoita

Moita | Mulher agride companheiro com garrafa e fica com apresentações trissemanais

- publicidade -

Uma mulher que vivia maritalmente com o companheiro há cerca de 11 meses, foi detida pela GNR na Moita e presente a primeiro interrogatório judicial uma detida, indiciada pela prática do crime de violência doméstica.

No dia 20 de maio a arguida, desempregada e sem antecedentes criminais, junto a um estabelecimento comercial em Sarilhos Pequenos, com recurso a uma garrafa de vidro partida, terá desferido vários golpes no companheiro, provocando-lhe diversos cortes no pescoço, nos ombros e nas costas.

Em consequência da conduta da arguida, a vítima necessitou de tratamento médico, tendo sido assistido no local.

Ao ser abordada pelos militares da GNR, a mulher ameaçou-os, dizendo «que lhes iria fazer a folha e apanhar» e de seguida, dirigiu-se à vítima, dizendo-lhe: «se me mandares para Tires eu acabo contigo».

A arguida apresentava sinais de estar alcoolizada e uma postura violenta.

Na sequência do interrogatório, o Juiz de Instrução Criminal aplicou como medidas de coação apresentações trissemanais no Órgão de Polícia Criminal da área de residência, proibição de contactar por qualquer meio com o ofendido e proibição de se aproximar da residência e do local de trabalho do mesmo, a uma distância mínima de 500 metros.

A investigação é dirigida pelo Ministério Público da Moita, do DIAP da Comarca de Lisboa, coadjuvado pela GNR da Moita.


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui