Parceiros
Moita

Moita | Escolas recebem ações de sensibilização sobre projecto de recolha de biorresíduos

- publicidade -

A Câmara Municipal da Moita, no âmbito do projeto-piloto de recolha de biorresíduos porta-à porta que está a implementar em várias zonas do concelho, realiza ações de sensibilização nas escolas das zonas abrangidas por este projeto.

«O objetivo destas sessões é cativar as crianças para esta temática e disseminar junto das famílias as boas práticas ambientais, nomeadamente no que respeita à necessidade de redução, reutilização e reciclagem dos resíduos urbanos» refere a autarquia em nota enviada ao Diário do Distrito.

«Através de uma abordagem lúdica e pedagógica, é explicada a forma correta de separar estes resíduos, bem como o processo de transformação dos resíduos orgânicos em fertilizante para agricultura e jardinagem, chamando-se a atenção para a importância de todos colaborarmos. No final de cada sessão, é oferecido às crianças um pequeno vaso com o produto final da transformação dos biorresíduos, ou seja, o composto, no qual semeiam ervas aromáticas ou outras plantas autóctones fáceis de germinar, para que percebam bem todo o ciclo de recolha e valorização dos biorresíduos. Tem sido muito positiva a recetividade dos alunos a esta iniciativa que, de uma forma geral, os professores consideram uma mais-valia para o ensino e aprendizagem das temáticas ambientais e para a criação de cidadãos mais conscientes e responsáveis, no futuro.»

A recolha de biorresíduos porta-à-porta pela Câmara Municipal teve início em janeiro, nas zonas do Chão Duro e Broega (Freguesia da Moita), em cerca de 240 habitações unifamiliares de munícipes que já aderiram ao novo projeto municipal.

Nesta primeira fase, o projeto abrangerá também, além da freguesia da Moita (Chão Duro e Broega), Sarilhos Pequenos, Gaio-Rosário e Alhos Vedros (Arroteias, Bairro Francisco Pires, Rego d’Água e Cabeço Verde).

Os moradores destas zonas irão ser contactados por técnicos devidamente identificados da empresa SUMA, contratada pela Câmara Municipal para assegurar a entrega dos contentores e o esclarecimento de todas as dúvidas relativas ao novo processo de recolha.

A recolha de biorresíduos (restos de comida e resíduos de jardim) porta-à-porta será efetuada pela Câmara Municipal duas vezes por semana, nos dias comunicados aos moradores aderentes.

O projeto resulta de uma candidatura do Município da Moita ao POSEUR (Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos) e é cofinanciado pelo Fundo de Coesão no âmbito do Programa Portugal 2020, tendo por principais objetivos o cumprimento das metas europeias e nacionais de recolha seletiva de resíduos, a valorização dos resíduos enquanto recurso ou “produto”, a redução de gases com efeito de estufa, a promoção da economia circular e o envolvimento dos cidadãos na adoção de práticas mais sustentáveis e amigas do Ambiente.


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário