DestaquePaís

Ministro Ambiente tranquilo sobre abastecimento de combustível

- publicidade -

O ministro do Ambiente mostrou-se hoje tranquilo acerca do abastecimento de combustíveis e nível nacional, mas considerou “perturbadoras” as declarações de Pedro Pardal Henriques sobre o bloqueio dos motoristas aos serviços mínimos.

Matos Fernandes falava há minutos em conferência de imprensa sobre o ponto de situação da crise energética, e referiu que “a manhã de hoje foi muito heterogénea começou bem até às 07h00, com mais cargas do que até ao dia de ontem. Houve um período de quase paragem entre as 07h00 e as 10h00, a partir do qual houve alguma recuperação.”

O ministro apresentou depois alguns dados relativos ao transporte de combustíveis, explicando que “as cargas completas que estão a ser feitas são apenas de gasolina e gasóleo, porque são os combustíveis básicos para as necessidades dos portugueses. Em Leça da Palmeira houve uma grande concentração de cargas, e estão a ser cumpridos os serviços mínimos; houve 33 saídas em Sines, e em alguns casos estão a ser ultrapassados os serviços mínimos. A rede REPA tem 58 por cento de gasóleo e 44 por cento da gasolina prevista, há 10 equipas das Forças Armadas a garantir o transporte entre Sines e o Algarve.”

Sobre as notificações frisou que “há um caso inequívoco e grave de incumprimento da requisição civil em Loulé para o aeroporto de Faro, na qual os seis motoristas tinham obrigação de o fazer faltaram todos ao trabalho. O serviço está a ser garantido por seis elementos da GNR.

Relativamente aos incumpridores, foram detectados 14 casos, 3 pessoas não foram localizadas e 11 foram notificadas. Também as baixas médicas estão a ser investigadas pelo ministério do Trabalho e nos casos de notificações de incumprimento desta manhã da requisição civil, a respectiva empresa entregou o caso à GNR.”

Acerca da possibilidade de alargar a requisição civil, Matos Fernandes considerou que “apenas acontecerá se os serviços mínimos não forem, o que não acontece com os números que temos agora” e por fim deixou um apelo a todas as partes para encontraram uma solução para o impasse.


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *