Nacional

Militares portugueses entregaram contributo solidário na República Centro-Africana

publicidade

​A 7.ª Força Nacional Destacada, integrada desde março deste ano na Missão de Paz das Nações Unidas na República Centro-Africana, promoveu durante este período, três ações de ajuda humanitária neste país, onde distribuíram diverso material recolhido com apoio das suas famílias e junto de entidades e instituições, antes da partida para este teatro de operações.

A primeira ação, no dia 22 de julho, realizou-se no Hospital Pediátrico de Bangui, onde foram entregues artigos para utilização hospitalar, como óleo de linhaça e outros materiais, bem como brinquedos e artigos de vestuário.

No dia 5 de setembro, foi entregue às Irmãs Missionárias da Caridade de Madre Teresa de Calcutá, em Bangui, responsáveis por um centro de acolhimento que dá apoio a vítimas de exclusão social e maus tratos, artigos de vestuário, brinquedos e material escolar.

No início deste mês, a 3 de outubro, foi entregue às Irmãs Missionárias Combonianas, também em Bangui, artigos de vestuário, brinquedos e material escolar.

Estas ações são um pequeno contributo, mas que fará toda a diferença na vida das crianças da República Centro-Africana, que sonham com um futuro melhor.

A Força Aérea deixa «um agradecimento especial aos familiares dos militares desta força, que proporcionaram a angariação destes bens e materiais, através de diversas ações de sensibilização junto das escolas e junto das comunidades locais em Portugal, assim como a solidariedade demonstrada por algumas entidades, como a Federação Portuguesa de Andebol, que contribuiu com equipamentos, a Fundação António Manuel da Mota, que doou produtos para a manutenção das infraestruturas, e ainda a todas as instituições que apoiaram a recolha de materiais para entregar neste país, nomeadamente, à Associação Pró-Infância Nuno Álvares, ao Centro Social São José de Cluny, ao Colégio Nossa Sr.ª da Assunção e à Associação Desportiva e Cultural de São jacinto.»

Esta é a 7.ª Força Nacional Destacada neste teatro de operações, sendo o atual contingente composto por 180 militares, maioritariamente tropas especiais Paraquedistas do Exército Português, integrando ainda militares de outras unidades do Exército e Controladores Aéreos Avançados da Força Aérea.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui